Offshore

Petrobras conclui venda de dez campos offshore à Trident Energy

A empresa brasileira de petróleo Petrobras encerrou a venda de toda a sua participação nos dez campos offshore que compõem os Clusters Pampo e Enchova para a Trident Energy. Os campos estão localizados em águas rasas na Bacia de Campos, no estado do Rio de Janeiro.

Os chamados Clusters Pampo e Enchova estão localizados na Bacia de Campos, na costa do Rio de Janeiro, e incluem os campos de Enchova, Enchova Oeste, Marimbá, Piraúna, Bicudo, Bonito, Pampo, Trilha, Linguado e Badejo. 

A produção total de petróleo e gás desses campos, de abril a junho de 2020, foi de cerca de 22 mil barris de óleo equivalente por dia, através das plataformas PPM-1, PCE-1, P-8 e P-65. Com esta transação, a Trident se tornará a operadora dessas concessões com 100% de participação.

A transação foi concluída com o pagamento de US $ 365,4 milhões à Petrobras e prevê um pagamento contingente de um valor adicional de US $ 650 milhões.

O valor recebido no fechamento da transação é adicionado ao valor de US $ 53,2 milhões pagos à Petrobras na assinatura do contrato de venda, totalizando US $ 418,6 milhões.

“Essa transação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e à melhoria da alocação de capital da empresa, concentrando cada vez mais seus recursos em águas profundas e ultraprofundas, onde a Petrobras demonstrou grande vantagem competitiva ao longo dos anos”, afirmou a Petrobras.

A Petrobras publicou o plano de venda dos campos pela primeira vez em 2017. A gigante brasileira de petróleo anunciou em 2018 que a Ouro Preto Óleo e Gás havia feito a maior oferta, supostamente oferecendo cerca de US $ 1 bilhão. A Trident Energy na época supostamente fez uma oferta também.

No entanto, o acordo entre a Ouro e a Petrobras fracassou depois que a Ouro reduziu sua oferta.

A Petrobras disse em julho de 2019 que a Trident Energy havia apresentado a melhor oferta final para os clusters de Pampo e Enchova, oferecendo cerca de US $ 1 bilhão no total.

Comentando a conclusão da aquisição na quinta-feira, a Trident disse que identificou um grande número de projetos atraentes para aumentar a produção, rejuvenescer os ativos e prolongar a vida útil dos campos adquiridos.

“Esta aquisição marca a entrada da Trident Energy no Brasil e está alinhada com sua estratégia de adquirir e operar grandes ativos de meia-idade em todo o mundo. Este é um marco importante para a Trident Energy, após a bem-sucedida aquisição dos campos de Ceiba e Okume na Equatorial Guiné em 2017. Ao adicionar outro ativo de classe mundial ao seu portfólio, o crescimento internacional da Trident Energy trará muitas novas oportunidades interessantes “, afirmou a Trident Energy.

Voltar ao Topo