Notícias

Petrobras cancela venda de ativos na Bacia de Sergipe-Alagoas

A petrolífera brasileira Petrobras decidiu não vender seus ativos em águas profundas na Bacia de Sergipe-Alagoas, no exterior do Brasil, originalmente colocados à venda em 2018.

A empresa informou neste sábado que decidiu concluir o processo competitivo, que estava em fase vinculante, para a venda parcial de quatro concessões localizadas em águas profundas na Bacia de Sergipe-Alagoas (BM-SEAL-4, 4-A, 10 e 11), sem transferir a operação.

Atualmente, as concessões são representadas pelos campos de Agulhinha, Budião, Budião Noroeste, Budião Sudeste, Cavala e Palombeta.

“A Petrobras avalia constantemente sua carteira e, considerando o alinhamento das concessões à estratégia da empresa e a melhoria dos indicadores econômico-financeiros da Petrobras, as concessões foram mantidas integralmente em carteira, marcando o início do desenvolvimento de uma nova fronteira em águas da Bacia de Sergipe-Alagoas”, disse a Petrobras.

“A Petrobras reforça seu compromisso com a ampla transparência de seus projetos de desinvestimentos e gestão de portfólio e afirma seu foco em ativos em águas profundas e ultraprofundas, onde tem demonstrado grande diferencial competitivo ao longo dos anos, com alta produtividade e menor emissão de gases de efeito estufa”, a empresa acrescentou.

Ainda na bacia de Sergipe-Alagoas, a Petrobras iniciou na semana passada a fase vinculante para a venda de sua participação no campo de Tartaruga, localizado em águas rasas da Bacia.

Voltar ao Topo