Óleo e Gás

Petrobras assina acordo de fornecimento de gás com Gerdau

Petrobras

A estatal brasileira Petrobras assinou um contrato de fornecimento de gás natural com a produtora de aço Gerdau em uma estreia de seu modelo de preços mais flexível, projetado para competir no mercado de atacado recém-inaugurado.

A Petrobras abastecerá o complexo siderúrgico da Gerdau em Ouro Branco, Minas Gerais. Os termos do contrato de quatro anos, que começa em 1º de janeiro de 2022, não foram divulgados.

A Gerdau ainda precisa chegar a um acordo com a distribuidora de gás mineira Gasmig, que controla o gasoduto de distribuição que liga a siderúrgica Gerdau à rede de transporte de gás. O estado de Minas Gerais realizou um processo de consulta pública no mês passado para desenvolver regulamentações para o acesso de terceiros aos dutos de distribuição. Em julho, o estado baixou o limite de participação no mercado atacadista de 10.000 m3 / d para 5.000 m3 / d.

Em um webinar em junho, o presidente-executivo da Gasmig, Pedro Magalhães, disse que a Petrobras tem potencial para explorar sua posição dominante no mercado negociando um contrato de atacado com a Gerdau, o segundo maior cliente industrial da distribuidora. Guimarães acrescentou que a falta de acesso à infraestrutura de transporte impossibilita a diversificação das fontes de abastecimento no atacado. A Petrobras não respondeu publicamente às declarações de Guimarães.

A Gerdau está investindo R6 bilhões (US $ 1,15 bilhão) para expandir suas operações em Minas Gerais . Em sua usina de Ouro Branco, ela planeja aumentar a produção de bobina a quente em 250.000 t / ano a partir de 2024 e de vigas estruturais em 500.000 t / ano em 2025. A Gerdau também está investindo para reduzir sua pegada de carbono, substituindo o carvão vegetal para coque de carvão.

Em julho, a empresa também fechou acordo com a Shell para a construção de um projeto solar de 190 MW que abastecerá as usinas da Gerdau com energia renovável.

Voltar ao Topo