Benefícios

Para INEP, inscrições do ENEM 2021 começam nos próximos dois meses

Prova enem

Após o atraso da edição do ano passado por conta da pandemia do novo coronavírus, a preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está bastante avançada. Segundo o INEP, as inscrições para o exame desse ano devem acontecer entre os meses de maio ou junho. Mas os estudantes precisam ficar atentos e acompanhar o período que antecede a inscrição.

Mesmo com o processo seletivo do ano passado ainda acontecendo, milhares de estudantes já estão se preparando para a edição de 2021 do exame. Enquanto se preparam com estudos intensos, eles precisam ficar atentos às datas que, possivelmente, serão usadas nesse ano. Entenda melhor agora!

Inscrições para o ENEM 2021

Não há uma definição oficial ainda, mas a estimativa é de que as inscrições sejam abertas entre os meses de maio e junho desse ano.

Mas é preciso ficar atento, pois o período de solicitação de isenção deve acontecer antes disso, entre o final de abril e início de maio.

Em fevereiro, o então presidente do INEP, Alexandre Lopes, afirmou que as provas podem ser aplicadas entre novembro e dezembro desse ano.

Na inscrição desse ano os estudantes terão que usar uma foto atual, em 2020 essa etapa já foi usada, mas até então não era um quesito eliminatório.

Antes de deixar o cargo de presidente do INEP, Lopes afirmou que, juntamente com a biometria, esse será um recurso de identificação dos participantes e terá caráter eliminatório.

Por que fazer o ENEM 2021?

O Exame Nacional do Ensino Médio é hoje a principal porta de entrada no ensino superior no Brasil, substituindo o vestibular tradicional em diversas instituições.

A estrutura geralmente é a mesma, são 180 questões dívidas em quatro áreas do conhecimento (Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias). Além de uma redação.

Com a nota do Exame é possível participar de seleções como:

  • Programa Universidade Para Todos (que concede bolsas de estudos de 50% a 100%)
  • Fundo de Financiamento Estudantil (que financia os cursos e o estudante paga apenas após sua formatura)
  • Sistema de Seleção Unificada (seleção para instituições públicas, estaduais e federais).
  • Além disso, diversos países recebemos estudantes brasileiros com uso da nota do exame.

Voltar ao Topo