Petróleo

Os preços globais do petróleo aumentam à medida que a China concorda em comprar mais energia nos EUA

Os preços do petróleo subiram na quinta-feira, impulsionados pela assinatura há muito esperada de um acordo comercial inicial entre Washington e Pequim, que prepara o cenário para um aumento potencialmente enorme no suprimento de energia dos Estados Unidos para a China.

O Brent subiu 33 centavos, ou 0,5%, a US $ 64,33 por barril por 0118 GMT, enquanto o petróleo bruto dos EUA subiu 28 centavos, ou 0,5%, a US $ 58,09 por barril.

Sob o chamado acordo de Fase 1 para chamar uma trégua em uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo, a China se comprometeu a comprar mais de US $ 50 bilhões a mais de petróleo dos EUA, gás natural liquefeito e outros produtos energéticos em dois anos.

No entanto, fontes e analistas comerciais disseram que a China lutaria para atingir a meta e os ganhos em petróleo provavelmente serão limitados antes de mais detalhes sobre como os compromissos serão alcançados.

“Como esse acordo é apenas uma trégua, sem reduzir materialmente as tarifas de importação, o impacto é limitado”, afirmou a ANZ em nota.

“Como as negociações da Fase Dois acompanharão o progresso da Fase Um, a incerteza permanece. Acreditamos que a tensão voltará a aumentar ainda este ano”, disse o banco australiano.

Voltar ao Topo