Notícias

Os 5 erros mais comuns por investidores no mercado financeiro

Quer fazer o seu dinheiro render em uma das opções do mercado financeiro é uma ótima opção para ter mais segurança e patrimônio, porém, a conquista desses objetivos fica totalmente prejudicada ao cometer erros que colocam tudo a perder.

Veja abaixo os erros mais comuns cometidos por investidores:

1. Investir sem conhecimento

Não basta escolher, na sorte ou por intuição, qual possibilidade é a melhor para o seu dinheiro,  é necessário considerar questões como o seu perfil, os seus objetivos e o funcionamento de cada investimento.

Ao tomar decisões estando devidamente informado, suas chances de erro diminuem e você poderá aproveitar melhor a rentabilidade dos recursos.

2. Não usar o senso crítico para tomar decisões

Sabendo que é necessário se informar, uma boa parcela dos investidores vai atrás de informação, no entanto, é comum que eles acreditem em qualquer coisa ou mesmo na primeira análise com a qual se deparam.

Isso leva a ações que podem ser prejudiciais para os recursos e para os objetivos, dessa forma, o melhor é reunir informações e montar uma análise ampla e personalizada antes de decidir.

3. Desconsiderar os custos do investimento

É bastante comum que os investidores olhem muito para os benefícios e atrativos de uma opção, mas se esqueçam de seus custos, sendo assim, acabam investindo muito mais do que gostariam e, em alguns casos, até comprometem as finanças para fazer o aporte.

Além do “preço” de cada possibilidade, também é necessário analisar o custo de oportunidade.

Isso dará uma visão muito mais completa para saber se uma determinada escolha é, realmente, vantajosa e rentável.

4. Não manter um acompanhamento

Muita gente pensa que, uma vez feito, o investimento não precisa de qualquer atenção tal quando é de renda fixa pré-fixada, é fundamental acompanhar o desempenho e a segurança da aplicação.

Mesmo se tratando de um investimento com riscos menores e de longo prazo vale a pena acompanhar de perto a movimentação do mercado e em seus indicadores, dependendo do caso, você poderá realizar novos aportes ou mesmo tirar os recursos e colocá-los em outro local mais vantajoso.

5. Deixar a diversificação de lado

Todo investimento traz riscos, por mais seguro que ele prometa ser, embora não seja possível eliminá-los por completo.

Ao criar uma carteira mista, com investimentos em aplicações com perfis de risco e rentabilidades diferentes, você conseguirá navegar por águas turbulentas com mais facilidade. Se uma opção levar a perdas, a outra gerará ganhos e o dinheiro ficará protegido.

O ideal é apostar em uma carteira diversificada para torná-la mais segura e cada vez mais eficiente na construção de patrimônio.

Voltar ao Topo