Petróleo

Opep + não deve elevar produção de petróleo, com queda nos preços

O diretor-executivo da Lukoil, Vagit Alekperov, disse nesta quinta-feira que não vê necessidade da coalizão de produtores da OPEP / OPEP elevar a produção, dada a recente queda nos preços do petróleo, e indicou que gostaria que o atual contrato de fornecimento fosse mantido, o final deste mês.

Falando no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, Alekperov disse que um preço do Brent entre US $ 60-70 / b foi “confortável … Hoje está na faixa mais baixa, então esperamos que os esforços que nossos ministros estão fazendo permitam para o nível mais alto do intervalo “.

Os contratos futuros de ICE Brent para os meses anteriores caíram cerca de 19% nas últimas quatro semanas em relação às preocupações econômicas globais e estavam sendo negociados a US $ 61,17 / b às 11h13 GMT.

A Opep e 10 aliados não-membros da OPEP liderados pela Rússia concordaram em dezembro em cortar 1,2 milhão b / d de suprimentos até junho para ajudar a drenar estoques globais de petróleo e aumentar os preços. Mas apesar dos fortes comentários do ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih, de que gostaria que os cortes fossem ampliados, a coalizão ainda não anunciou qualquer decisão.

Falih está programado para encontrar o colega russo Alexander Novak no fórum esta semana.

O ministro venezuelano do petróleo, Manuel Quevedo, presidente da OPEP para este ano, também está no fórum. Entre suas tarefas estão a mediação de um acordo para a data da próxima reunião da OPEP / não-OPEP em Viena.

Originalmente marcada para 25 a 26 de junho, a Rússia solicitou uma mudança de data para 3 a 4 de julho, mas vários membros, notadamente Irã, Argélia e Cazaquistão, disseram que se opõem a mover a reunião.

Voltar ao Topo