Petróleo

OPEP + discutirá perspectiva de enfraquecimento da demanda de petróleo

O grupo produtor de petróleo OPEP + se reunirá na segunda-feira para discutir a perspectiva de enfraquecimento da demanda em face do aumento das infecções por coronavírus, bem como do aumento da produção da Líbia, mas é improvável que recomende uma ação imediata, disseram fontes da OPEP +.

Um comitê de monitoramento ministerial conjunto da OPEP +, formado pelos principais produtores da Arábia Saudita e da Rússia, está programado para se reunir a partir das 13h30 GMT.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e aliados, incluindo a Rússia, coletivamente conhecidos como OPEP +, vêm reduzindo a produção desde janeiro de 2017 em um esforço para equilibrar o mercado, sustentar os preços e reduzir os estoques.

Eles estão atualmente reduzindo a produção em 7,7 milhões de barris por dia (bpd), abaixo dos 9,7 milhões de bpd, e devem ter cortes de 2 milhões de bpd em janeiro.

Vários observadores da OPEP, incluindo analistas do banco de investimento norte-americano JP Morgan, sugeriram que uma perspectiva de baixa na demanda poderia levar a OPEP + a adiar qualquer afrouxamento das reduções. Os Emirados Árabes Unidos e a Rússia, no entanto, disseram que os cortes seriam facilitados conforme planejado.

O grupo se reunirá novamente no dia 30 de novembro.

Os especialistas da OPEP + discutiram na semana passada os riscos de uma queda persistente no fornecimento em 2021 no caso de uma segunda onda prolongada e severa da pandemia COVID-19.

“A própria demanda ainda parece anêmica”, disse o secretário-geral da OPEP, Mohammad Barkindo, na semana passada.

Voltar ao Topo