Petróleo

OPEP + mantem cortes na produção para elevar os preços do petróleo até abril

Preços

Os preços do petróleo provavelmente permanecerão nos atuais níveis elevados em março e abril, com os preços do Brent Crude em média entre US$ 65 e US$ 70 por barril, depois que o grupo OPEP + inesperadamente decidiu manter seus cortes de produção em abril, disse a Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA). na quarta-feira.

Em seu Short-Term Energy Outlook (STEO) para março, o EIA espera que os preços do Brent fiquem em uma média de US$ 65 a US$ 70 por barril em março e abril, mais de US$ 10 o barril acima da previsão de fevereiro, principalmente devido à OPEP + mantendo um controle rígido produção em abril.

No início deste mês, a aliança OPEP + decidiu não aumentar a produção a partir de abril, exceto por pequenos aumentos para a Rússia e Cazaquistão, enquanto o maior produtor da OPEP e líder de fato, a Arábia Saudita, está mantendo seu corte extra de 1 milhão de bpd em abril. Isso foi contrário às expectativas do mercado, que giravam em torno de o grupo aliviar os cortes em 500.000 bpd e os sauditas reverter o corte adicional.

Para o segundo trimestre de 2021, o EIA vê os preços do Brent em média de $ 64 por barril e, em seguida, em média de $ 58 por barril no segundo semestre de 2021, pois espera que pressões de queda de preços surjam nos próximos meses, conforme o mercado de petróleo se torne mais equilibrado.

A Wood Mackenzie espera que os preços do petróleo subam para US$ 70- $ 75 por barril durante abril, com o estoque atraindo significativamente mais de 1 milhão de barris por dia no mês que vem, à medida que a temporada de demanda de verão se aproxima.

“O risco é que esses preços mais altos amortecem a tentativa de recuperação global. Mas o ministro da Energia saudita, Príncipe Abdulaziz, está inflexível que a OPEP + deve observar sinais concretos de um aumento da demanda antes de iniciar a produção ”, disse Ann-Louise Hittle, vice-presidente de Macro Oils, da Wood Mackenzie, após a reunião da OPEP + no início deste mês.

Após a decisão surpresa da OPEP + de manter a produção de petróleo estável em abril, o Goldman Sachs agora vê os preços do Brent atingindo US$ 80 o barril no terceiro trimestre deste ano e US$ 75 no segundo trimestre, um aumento de US$ 5 em comparação com a previsão anterior divulgada apenas duas semanas antes.

Voltar ao Topo