Marketing e Negócios

O que é marketing de relacionamento?

Marketing

O marketing de relacionamento é definido como uma técnica de marketing que tem como foco a construção de uma conexão humana entre uma marca e seus clientes, estimulando a retenção, fidelização e satisfação do cliente.

O marketing tradicional trata do que seus clientes podem fazer por você e quanta receita você pode obter deles. À medida que o mundo se torna mais tecnológico, os consumidores ficam mais informados, educados e capacitados. Os clientes hoje anseiam por uma pausa de toda a sua tecnologia e procuram marcas que falem a sua língua.

O marketing de relacionamento eficaz desempenha um grande papel no aumento do valor da vida do cliente (LTV).

Tudo começa com o desenvolvimento de buyer personas e a compreensão das necessidades, desejos e pontos fracos de seus clientes. Depois de descobrir seus principais grupos de clientes, você pode começar a segmentar seu banco de dados de clientes e executar o marketing centrado no relacionamento real.

Marketing de relacionamento: aprenda a encantar seu público!

Exemplos de marketing de relacionamento

O marketing de relacionamento é como um romance entre uma marca e seus clientes; segue a progressão natural de um relacionamento romântico. Aqui estão as principais etapas para o marketing de relacionamento:

Estágios de marketing de relacionamento

  1. Atração : A marca e o consumidor encontram os olhos.
  2. Conexão : a marca junta tudo, joga legal e fala com o consumidor de uma forma que desperta o interesse do consumidor. O coração do consumidor pula uma batida e ele quer aprender mais.
  3. Namoro : a marca quer conhecer um pouco melhor o consumidor, por isso pede informações ao consumidor. Ele pergunta se pode alcançar. Se o consumidor disser não, a marca deve voltar à etapa 2 e restabelecer uma conexão mais forte primeiro. O consumidor leva a marca mais a sério como um parceiro em potencial, mas ainda está avaliando suas opções.
  4. Relacionamento : O consumidor e a marca oficializam isso! Nesse nível de relacionamento, há um dar e receber igual, mas deve ser sempre igual. Se o consumidor não quiser dar, a marca não deve tentar receber. A marca deve voltar à etapa 3 e continuar cortejando o consumidor até que ele esteja pronto para algo mais sério.
  5. Casamento : O consumidor e a marca mantêm um relacionamento duradouro e comprometido e vivem felizes para sempre … quase. Os casamentos são um trabalho árduo e giram em torno de uma comunicação eficaz – principalmente ouvir. A marca deve se empenhar para alcançar a felicidade eterna com o consumidor. O consumidor vai descobrir seus aborrecimentos com a marca (muitos e-mails, não prestando atenção em suas preferências, não ouvindo suas reclamações). No entanto, se a marca puder receber feedback e melhorar para melhor, esta será a fase mais frutífera de um relacionamento.

Para ajudá-lo a colocar sua estratégia de marketing de relacionamento em prática, reunimos os 4 melhores exemplos de marketing de relacionamento, pois eles se relacionam com os vários estágios do funil de marketing de entrada.

1. Atrair clientes

O marketing de relacionamento começa com a primeira impressão de sua marca que os clientes veem. Quer seja uma postagem de blog que você classifica organicamente ou um Anúncio Geofiltro do Snapchat , todas as impressões contam.

A HBO ganhou o prêmio Webby de Melhor Presença Social Geral por Game of Thrones . O objetivo da campanha era envolver novos fãs e construir o ímpeto do lançamento da quinta temporada. A base de fãs devotada de Game of Thrones facilitou para a HBO construir e apresentar conteúdo gerado pelo usuário (UGC), aprimorando ainda mais o relacionamento dos fãs com a série de televisão. A quinta temporada de Game of Thrones não foi apenas a estreia mais assistida da HBO, mas também a mais social.

2. Conversão de clientes

Para marcas de comércio eletrônico, é essencial ter uma experiência de usuário que vibra com seus clientes. Um ponto de atrito desnecessário no processo de checkout enviará aquele relacionamento com o cliente potencial de longo prazo para a Amazon.

É um equívoco comum pensar que as marcas B2C atendem a um público mais visual do que as marcas B2B. Uma maneira clara e fácil de se destacar como empresa B2B no mundo digital é ter um site visualmente deslumbrante, projetado para converter tráfego em leads.

O FWA premiou o PrescribeWellness como seu site do dia. A PrescribeWellness é uma empresa B2B que trabalha com farmácias locais. A marca criou um site separado para conectar novos pacientes às farmácias com as quais deseja trabalhar. Este site foi projetado para um público consumidor em mente, mas seu verdadeiro propósito é aumentar o valor do PrescribeWellness aos olhos de leads em potencial. Para potenciais clientes de farmácia, PrescribeWellness é agora um herói.

3. Retenção de clientes

Se você for um varejista online, o relacionamento começa assim que a compra é feita. Os clientes de hoje esperam uma experiência mágica de desembalagem, atendimento de pedidos na velocidade da luz e atendimento ao cliente dobrado para trás.

Há um elemento exibicionista / voyeurístico no desempacotamento. As pessoas não apenas adoram receber uma embalagem especial, mas também adoram ver os outros desembalar. Existem até contas do YouTube dedicadas exclusivamente à experiência de unboxing.

4. Encantando os clientes

Não basta parar na retenção de clientes. Você deve ter automação de e-mail pós-compra e um programa de fidelidade para transformar seus clientes habituais em defensores da marca. O incentivo contínuo ao email é um componente óbvio do inbound marketing que muitas empresas ignoram. A qualidade, o conteúdo e o valor que você entrega à caixa de entrada de seus clientes podem fazer ou quebrar a fidelidade do cliente e o valor vitalício.

Previsão de marketing de relacionamento: transparência

Conforme os compradores se equipam com mais munição para tomar decisões informadas, eles têm uma parcela cada vez mais desproporcional do poder de compra. Seus clientes desejam relacionamentos com marcas em que possam confiar. Com grandes marcas como Facebook e Google tendo acesso aos detalhes mais privados de nossas vidas, haverá uma grande mudança no sentido de empregar mais transparência no marketing.

Voltar ao Topo