Benefícios

O INSS ameaçou cortar 1,7 milhão de benefícios, Confira o que fazer se for atingido

INSS

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passou a notificar os beneficiários que foram apurados no início deste mês.

Foi realizada revisão administrativa (pente fino) desse benefício e, após o procedimento, foi confirmada a necessidade de reavaliação do documento, de acordo com o INSS, em todo o país, 1,7 milhão de beneficiários (de diversos tipos de benefícios) estão sendo notificados por meio de cartas de cumprimento.

O segurado deve saber, pois após o recebimento da carta, terá 60 dias para enviar os documentos solicitados, preferencialmente através do Meu INSS.

Caso o segurado deixe de apresentar documentos através do Meu INSS ou não agende o prazo de 60 dias, o benefício pode ser suspenso.

Além disso, após 30 dias de suspensão, caso o beneficiário deixe de realizar os procedimentos acima, os benefícios serão congelados de acordo com o que dispõe a Lei nº 8.212, de 1991.

Veja o que fazer

Para enviar documentos, o beneficiário precisa ter um login e senha Meu INSS (Aplicativo ou site), que podem ser usados ​​em telefones Android e iOS.

Após acessar o sistema, você deverá solicitar o serviço “Atualização de Dados de Benefícios” e anexar uma cópia digitalizada dos seguintes documentos:

  • CPF;
  • RG;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Titulo de Eleitor;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).

Esses documentos podem ser do titular do benefício, advogado ou representante legal (se houver), o objetivo é comprovar a regularidade da manutenção dos juros.

Para fazer o agendamento, basta discar INSS pelo 135, e selecionar a opção “Intimação”, o INSS ressaltou que, se não houver agendamento prévio, não atenderá aos requisitos.

Voltar ao Topo