Energia

Nordeste do Brasil bate o sétimo recorde em 2020 com 1.465 MW de pico solar

As usinas solares do Nordeste registraram pico de geração de 1.465 MW em 28 de março, às 0958, horário local, para um novo recorde regional, anunciou nesta sexta-feira o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Esta é a sétima vez que a região quebrou seu recorde de geração apenas neste ano e a segunda em março, que anteriormente registrava 1.378 MW em 6 de março. Os outros registros foram em fevereiro – 1.357 MW, 1.330 MW, 1.325 MW e 1.257 MW – e em 16 de janeiro, com 1.232 MW de pico de geração.

Segundo dados do ONS, o volume produzido pelas fazendas fotovoltaicas (PV) representava 17,4% da carga da região quando o recorde foi estabelecido.

No que diz respeito à geração solar média ao longo do dia, outro recorde foi quebrado com 496 megawatts médios (MWa) produzidos. Esse valor corresponde a uma participação de 5,4% na carga do Nordeste. O recorde anterior era de 471 MWa, estabelecido em 11 de fevereiro de 2020.

Voltar ao Topo