Benefícios

Não sabe o que é o décimo terceiro salário? Descubra agora

Pagar aos funcionários o décimo terceiro salário é uma das várias obrigações da empresa.
Como todos sabemos, o abono de Natal é necessário para todos os empregados que estejam inscritos na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

As gratificações são pagas no fim de cada ano, geralmente em duas parcelas.
Bem, aqui, vamos ajudá-lo a esclarecer algumas dúvidas que estão em torno do décimo terceiro salário.
Dito isto, vamos agora entender mais sobre o décimo terceiro salário.

Antes de mais nada, o que é o décimo terceiro salário?

A décima terceira vez, igualmente chamado como bônus natalino, foi implantada no país em 1962.
Daí que no governo de João Goulart implementou os direitos dos trabalhadores através da Lei nº 4.090 / 1962.
E bem, o décimo terceiro salário trata-se de um pagamento adicional, pago no final do ano.

Naquele período, a lei era feita para acompanhar as empresas que estivessem dispostas a pagar gratificações aos funcionários. Desde então, mais pessoas começaram a usufruir desse benefício.

Portanto, o valor do décimo terceiro salário diz respeito a um mês de salário na empresa. Mas, se o empregado for contratado no decorrer do ano, ele obtiverá uma remuneração que se adeque a quantidade de meses trabalhados.

Daí acaba por ser essencial ter em mente que as regras ligadas a esse benefício não foram mudadas devido às reformas trabalhistas, que são obrigatórias para as empresas.

Logo, a falta de pagamento ao trabalhador por esse direito pode resultar em uma reclamação trabalhista contra a empresa, porque, neste caso, o empregado poderá entrar com uma ação no sindicato.

13° salário: pessoas que têm direito?

Conforme a Lei nº 4.090 / 1962, todo trabalhador com carteira de trabalho assinada tem direito a um décimo terceiro salário depois de 15 dias de trabalho, o que equivale a 1/12 do salário.

Mais do que isso, as pessoas que sofreram acidente ou tiram licença-maternidade, além de direito a bônus.
Em relação a remuneração, acaba por ser essencial saber que nem sempre estará cheio. Para ilustrar isso, uma pessoa que trabalha numa empresa existe menos de um ano receberá um valor que se adeque ao mês de trabalho.
Assim, depois de 15 dias de trabalho, o valor conta como um mês.

Em outras palavras, se o trabalhador cumprir requisito, o mês será levando em conta completamente para o cálculo do 13º mês de salário.

Se for o contrário, caso houver ausência de 15 trabalhadores injustificados, o mês não será incluído no benefício.
No momento em que um funcionário sai da empresa sem motivo, um décimo terceiro tem que ser combinado após o término do contrato.

Logo, no momento em que um funcionário é demitido por algum motivo, ele acaba por não possuir direitos.

Décimo terceiro salário: como faço para calcular?

O valor apurado para a décima terceira colocação é sempre o último salário que o funcionário recebeu em dezembro.
Aliás, levando em conto o intervalo de janeiro a dezembro do ano, é diretamente conforme a quantidade de meses trabalhados.

Caso o empregado tenha trabalhado 12 meses sem ganhar outro pagamento, o valor do bônus será igual a sua remuneração. Portanto, se você não trabalha todos os meses, há um método muito simples que pode ajudá-lo a calcular a proporção do décimo terceiro salário.

13° salário: mas como faço para calcular o décimo terceiro proporcional?

Bem, para realizar o décimo terceiro cálculo da proporção, bem, você tem que pôr em prática o seguinte método de cálculo: Valor do salário / 12 meses no ano X número de meses trabalhados no mesmo período = décimo terceiro salário proporcional

Para ilustrar isso, veja a seguir:

O Pedro foi contratado pela empresa em 05/02/2020 com salário de R$ 4000. Portanto, até o final de dezembro, ele estará trabalhando por 9 meses.
Levando em consideração o mês de trabalho naquela época, o décimo terceiro cálculo é:
R$ 4000 divido por 12 = R$ 333
R$ 333 multiplicado por 9 = R$ 2997
Bem, isto é, o valor que ele ganhará é de R$ 2.997.
Vale dizer que esse valor é capaz de ser parcelado em até duas parcelas.

E quanto a tributação no décimo terceiro salário?

Pagar o décimo terceiro salário há:
INSS
FGTS
Imposto de Renda.
Esses impostos são recolhidos na segunda parcela do benefício.

Bem, isso quer dizer, o trabalhador receberá a primeira parcela integral e deverá pagar a segunda parcela com desconto em dezembro.

De modo simultâneo, é fundamental atentar para os valores de desconto de Impostos de Renda e INSS, porque é algo que muda todo ano.Por isso é aconselhável que os empregadores usem o site de Receita Federal e verifiquem os formulários atuais.

13° salário e outros complementos

O salário mensal dos profissionais pode agregar outros valores, que podem ser fixos ou adicionais.
No entanto, esses valores são capazes que sofrem alterações e mudanças, por exemplo:

Comissão
Sobretaxa noturna
Horas extras e outras coisas mais.
Portanto, mais atenção é necessária no cálculo do décimo terceiro salário do funcionário.
Consulte a seguinte método:
Salário base
Salário fixo
Salário médio variável.

Bem, isso resulta no valor do salário a ser adotado no décimo terceiro salário.
E aí, achou bacana este artigo? Deixe seu comentário, pois seu feedback é muito importante para nós!

Voltar ao Topo