Empregos

Mosaico, empresa de capital de risco do Brasil, planeja IPO, dizem fontes

ipo bancos

A empresa brasileira de investimento em tecnologia Mosaico Ventures está planejando uma oferta pública inicial em um movimento que acrescentaria um novo setor à bolsa de valores do país, disseram duas fontes familiarizadas com o assunto.

O Banco BTG Pactual SA, o Itaú Unibanco Holding SA, o Goldman Sachs Group Inc e o JPMorgan Chase & Co foram contratados para administrar a flutuação, segundo as fontes, que falaram em anonimato, uma das fontes disse que mais bancos ainda podem ingressar como corretores de livros.

A Mosaico Ventures, sediada no Rio de Janeiro, investe em empresas de tecnologia voltadas para o e-commerce e pesquisas na web, tem em seu portfólio empresas como a desenvolvedora de jogos Gazeus, a provedora de cupons Cuponeria e as fintechs Parcelex e Compara.

Entre seus desinvestimentos estão a empresa de mídia de comércio eletrônico Percycle, vendida para a empresa de software Linx SA, e o meta motor de busca Mundi, adquirido pelo site de viagens Kayak, ela também vendeu o site de comparação de preços Buscape para a Naspers em 2009, mas em 2019 uma de suas empresas de portfólio Zoom, outro site de comparação de preços não relacionado à plataforma de videoconferência de mesmo nome o adquiriu de volta.

Os principais sócios da Mosaico, Guilherme Pacheco, Jose Guilherme Pierotti e Roberto Malta, fundaram em conjunto o site de comparação de preços BondFaro em 1999.

A estratégia da Mosaico guarda alguma semelhança com a da Ideiasnet SA, empresa brasileira voltada para o financiamento de projetos de internet que abriram o capital há 20 anos.

Depois de vender a maior parte de seus ativos, a Ideaisnet passou a se chamar Padtec e detém apenas uma empresa de fibra óptica.

O Mosaico não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Voltar ao Topo