Offshore

Modec contrata MAN Energy Solutions para apoiar a produção offshore no campo do bacalhau

Modec

A Modec assinou contrato com a MAN Energy Solutions para fornecer cinco compressores radiais e duas unidades de compressores de parafuso para o seu FPSO no campo de óleo de bacalhau, cuja produção offshore é operada pela Equinor na costa sul do Brasil.

O navio operará 185 quilômetros (115 milhas) ao sul de São Paulo em 2.050 m (6.726 pés) de água, e irá produzir e processar até 220.000 barris / dia de petróleo bruto e até 15 MMcm d de gás natural com armazenamento mínimo 2 MMbbl de petróleo bruto.

O sistema de compressor Modec ajudará a manter a pressão da produção offshore do campo de petróleo de Cod, ajudando assim a maximizar a produção e a eficiência da produção.

Os compressores RB da MAN (2 × RB 45-4 + 5 e 3 × RB 28-6) são acionados por motores de velocidade fixa e serão usados ​​para tratamento de gás, reinjeção total de gás e levantamento de gás.

Ambos os compressores de parafuso SKUEL 510 serão usados ​​como dispositivos de recuperação de vapor para a produção offshore da Modec, pressurizando qualquer gás instantâneo produzido e devolvendo-o ao processo em vez de queimar na atmosfera.

Segundo a MAN, além de reduzir as emissões de CO 2, isso também levará a um tratamento de gás mais eficiente.

O compressor radial será projetado para um projeto offshore fabricado e testado em Zurique, enquanto a empresa fabricará o compressor em Oberhausen, na Alemanha.

O projeto Modec FPSO no campo Cod, a cargo da Equinor, utilizará ímãs permanentes de alta potência para fixar a tampa no lugar, dependendo do tamanho da tampa, quatro a dez poderosos ímãs permanentes Miko MAM são usados ​​para manter a ensecadeira no lugar.

MAN Energy Solutions, em cooperação com Modec e Equinor, é uma empresa multinacional com sede em Augsburg, Alemanha, que produz motores a diesel de grande diâmetro e turbinas para aplicações marítimas offshore e estacionárias (como sistemas de propulsão de navios, aplicações de fábrica) Mecânico e turbocompressor.

Voltar ao Topo