Offshore

MAN fornecerá compressores para o FPSO Bacalhau da Equinor

O fornecedor e operador japonês de plataformas flutuantes offshore MODEC contratou a MAN Energy Solutions para fornecer um total de cinco compressores radiais e dois trens de compressores de parafuso para o primeiro projeto brasileiro de extração de gás offshore do cliente final Equinor.

A MAN disse na quarta-feira que os trens de compressores serão instalados a bordo do maior navio FPSO já entregue ao Brasil.

A embarcação será implantada no campo de Bacalhau, a cerca de 185 quilômetros da costa brasileira – ao sul de São Paulo – em lâmina d’água de cerca de 2.050 metros.

O FPSO será projetado para produzir e processar até 220.000 barris de petróleo bruto e até 15 milhões de metros cúbicos de gás por dia. A capacidade mínima de armazenamento será de dois milhões de barris de petróleo bruto.

O FPSO será o 17º FPSO ou FSO da MODEC no Brasil e o 9º FPSO da Modec na região do pré-sal, além do primeiro contrato da Modec com a Equinor .

Jeff Knox , gerente de projeto da MODEC, disse: “ Estamos orgulhosos de apoiar o desenvolvimento da indústria de energia do Brasil com este importante projeto de grande escala. Com a MAN Energy Solutions, ganhamos um parceiro confiável para a tecnologia de compressores, que pode fornecer os componentes do sistema necessários de uma única fonte “.

Christopher Bowles , chefe de vendas de petróleo e gás upstream da MAN Energy Solutions, acrescentou: “ Podemos olhar para trás em uma longa história de sucesso com vários projetos conjuntos para aplicações FPSO e estamos ansiosos para continuar a boa cooperação com a MODEC.

“ Existem metas rígidas de redução de CO2 que devem ser cumpridas neste projeto. Nosso conhecimento técnico abrangente e a confiabilidade incomparável de nossos sistemas de compressor desempenham um papel vital para atingir essa meta. 

Os sistemas compressores ajudarão a manter a pressão no campo de Bacalhau, maximizando assim a vazão e a eficiência da produção.

Os dois compressores de parafuso SKUEL 510 serão usados ​​como unidades de recuperação de vapor. Estes pressurizam qualquer gás instantâneo criado e o devolvem ao processo em vez de queimá-lo na atmosfera. Isso não apenas aumenta a eficiência do processamento de gás, mas também reduz significativamente as emissões de CO2.

Enquanto os compressores radiais serão projetados, fabricados e testados na Suíça, os compressores de parafuso serão produzidos nas instalações da MAN na Alemanha.

Segundo a empresa, a entrega de todos os trens compressores está prevista para o quarto trimestre de 2021.

Voltar ao Topo