Óleo e Gás

Licitações de gás pendentes no Brasil buscam até 14,4 milhões de m³ / d

Os esforços atuais das empresas brasileiras de distribuição de gás natural para diversificar a partir da estatal Petrobras podem chegar a 21% de sua demanda de 2022.

Três licitações estão em diferentes estágios de desenvolvimento por nove empresas em nove estados diferentes, com uma demanda total de 14,4 milhões de m³ / d (508 milhões de cf / d) com início de entrega em 2022. Os prazos de fornecimento dos contratos variam de três a cinco anos.

O Brasil tem um total de 20 distribuidoras em operação. Alguns dos 27 estados ainda não possuem gasodutos de distribuição de gás, sendo o GLP transportado em botijões. O consumo médio de gás pelas distribuidoras de janeiro a abril foi de 69,7 milhões de m³ / d.

Os contratos que sairão dessas licitações precisam suprir apenas parte das necessidades das distribuidoras. Oito empresas têm contratos em andamento com validade para 2022 e 2023 e três empresas têm contratos de maior prazo, com término em 2027, 2026 e 2035, em volumes menores, até o máximo de 690.000 m³ / d, no total.

A Comgás, maior distribuidora de gás do Brasil com consumo médio de 15,5 milhões de m³ / d neste ano, é uma das empresas com licitação aberta. As propostas para o seu concurso podem ser apresentadas até 2 de agosto, devendo o vencedor ser anunciado a 15 de outubro. A licitação visa a contratação de fornecimento de, no máximo, 7 milhões de m³ / d em 2022, e volumes semelhantes até 2025.

Outra licitação reúne as empresas nordestinas Algas (Alagoas), BahiaGas (Bahia) e PBGas (Paraíba). O prazo para apresentação de propostas para este concurso terminou a 23 de julho, devendo o vencedor ser anunciado a 31 de agosto. A demanda total de gás é de 3,9 milhões de m³ / d em 2022. O contrato da Algas é de dois anos, o BahiaGas de três anos e o PBGas de quatro anos.

O terceiro leilão reúne as empresas dos centros sul e oeste MSGás, GásBrasiliano, Compagas e Sulgás. Os vencedores foram anunciados previamente e até 31 de outubro os contratos serão assinados. A demanda total de gás é de 3,4 milhões de m³ / d em 2022 e volumes semelhantes até 2025.

Voltar ao Topo