Empregos

Licitação de gasoduto do Comperj é cancelado

O que antes era para ser símbolo da pujança do setor de óleo e gás nacional, o Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro (Comperj) teve mais uma licitação encerrada, em mais um capítulo do enredo dramático envolvendo a refinaria localizada em Itaboraí (RJ).

Desta vez, o leilão para construção do gasoduto Itaboraí-Guapimirim foi encerrado e a Agência Nacional do Petróleo (ANP) irá devolver as taxas de participação desembolsadas pelas empresas interessadas no projeto.

A licitação foi lançada em 2014 e seria a primeira após a aprovação da Lei do Gás. Desde o ano passado, o leilão estava suspenso pelo Tribunal de Contas da União (TCU), sob a alegação de que existiam erros de cálculos nos gastos do projeto.

O gasoduto iria transportar gás do pré-sal (que seria tratado nas unidades de processamento do Comperj) até a malha interligada de gasodutos.

O empreendimento iria receber investimentos estimados em até R$ 112 milhões. Em julho deste ano, a Petrobras divulgou que também cancelou a segunda unidade de refino (trem 2) e a unidade de lubrificantes do complexo.

Voltar ao Topo