Petróleo

KSOE aterrissa em projeto FPSO de 2,5 trils da Petrobras

A Korea Shipbuilding & Offshore Engineering (KSOE) anunciou em 11 de maio que assinou um contrato de 2,5 trilhões de wons para construir uma unidade flutuante de armazenamento e descarga de produção (FPSO) para a Petrobras, Brasil. O construtor de navios coreano realizará o projeto juntamente com o Estaleiro Keppel de Cingapura.

A KSOE produzirá o casco do FPSO com o Estaleiro Keppel produzindo a parte superior. O valor total do contrato para o casco é de 850 bilhões ganhos.

O FPSO tem 345 metros de comprimento, 60 metros de altura e 34 metros de largura, e pesa 128 mil toneladas. Pode produzir 180.000 barris de petróleo bruto e 7,2 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia.

A Hyundai Heavy Industries em Ulsan construirá o FPSO com base no EPC. O FPSO será instalado no Campo de Búzios, 210 quilômetros a sudeste do Rio de Janeiro, Brasil, no segundo semestre de 2024, de acordo com o cronograma do projeto.

Descoberto em maio de 2010, o Bujios Field é o maior campo de petróleo em alto mar do mundo, com reservas estimadas de petróleo bruto de três bilhões de barris. Atualmente, a Petrobras opera quatro FPSOs na região e planeja produzir dois milhões de barris de petróleo bruto por dia, passando por mais oito até 2030.

Voltar ao Topo