Offshore

Keppel ganha contrato de US$ 2,3 bilhões da Petrobras

A Keppel Offshore & Marine recebeu um contrato de US$ 2,3 bilhões para a construção de um navio De Produção Flutuante, Armazenamento e Descarga (FPSO) para a petrolífera nacional Petrobras.

Batizado de P-78, o FPSO será a sétima unidade a ser instalada no campo ultra-profundo de Búzios localizado na Bacia de Santos. Com capacidade de produção de 180.000 barris de petróleo e 7,2 milhões de metros cúbicos de gás por dia, além de uma capacidade de armazenamento de 2 milhões de barris de petróleo, o P-78 estará entre os maiores FPSO do mundo.

A Keppel O&M fabricará os módulos topside pesando 43.000 toneladas métricas (MT) em seus estaleiros em Cingapura, China e Brasil, além de trabalhos de integração e comissionamento. A parceira da Keppel no projeto, a Hyundai Heavy Industries da Coreia do Sul, fornecerá o casco de 85.000MT e os alojamentos para 240 pessoas.

O FPSO está previsto para ser concluído no final de 2024.

“Temos o prazer de apoiar a Petrobras com outro grande FPSO, onde estamos assumindo um escopo muito maior do que nunca”, disse Chris Ong, CEO da Keppel O&M. “Este projeto aproveita nossas capacidades reconhecidas como um integrador líder de ativos de energia offshore e infraestrutura, aproveitando nossos pontos fortes em engenharia e gerenciamento de projetos, com foco em trabalhos de maior valor agregado”.

Descoberto em 2010, o campo de Búzios é o maior campo de petróleo em águas profundas do mundo, com pico de produção de 2 milhões de barris de óleo equivalente por dia esperado até o final da década. Atualmente são quatro unidades em operação no campo, com mais duas em construção. Também há planos para duas unidades adicionais, elevando o número total de unidades no campo para nove.

Voltar ao Topo