Notícias

Keppel fecha acordo com firma brasileira em conflito, por causa de contrato de longo prazo

O conglomerado de Cingapura Keppel Corp disse na segunda-feira que chegou a um acordo com a empresa brasileira endividada Sete Brasil sobre um contrato de longa data para seis plataformas de perfuração.

A Keppel disse anteriormente que fez provisões para cerca de US $ 200 milhões como parte dos contratos da Sete e parou de trabalhar na construção das plataformas no final de 2015.

No final de 2017, a unidade de construção de plataformas da Keppel pagou US $ 422 milhões para resolver as cobranças que pagou subornos para ganhar negócios no Brasil, incluindo a Sete.

Como parte do acordo, a Keppel disse que sua subsidiária Fernvale tomará posse de quatro plataformas incompletas – sem multas ou outros valores devidos a qualquer parte.

Quanto às outras duas plataformas, denominadas Urca e Frade, US $ 260 milhões serão reconhecidos como parte das dívidas da Sete sob sua reestruturação aprovada pelo tribunal, e os demais credores da Keppel e da Sete serão compensados ​​por isso, informou a empresa.

Os credores de Sete concordaram na semana passada em vender Urca, Frade e duas outras plataformas para a empresa britânica Magni Partners, disseram fontes.

Fernvale está conversando com a Magni Partners sobre os termos para concluir a construção dessas plataformas, disse Keppel.

Voltar ao Topo