Energia

Itaipu eleva produção de energia e conta com chuva para atender vizinhos

Itaipu

A usina hidrelétrica de Itaipu aumentou a produção de energia, reduzindo a necessidade de vertimento de água do reservatório nos últimos dias, em meio a chuvas na região que também ajudaram a atender à demanda de países vizinhos de aumento do nível do rio Paraná para a navegação.

Segundo comunicado divulgado pela hidrelétrica nesta quarta-feira, a redução do volume de água escoado via vertedouro foi motivada por precipitações registradas na última semana, pelo aumento da vazão do rio Iguaçu e por um acordo com o Operador Nacional do Sistema (ONS) para maior produção de energia.

Iniciada em 18 de maio, a abertura intermitente do vertedouro para uma vazão média de 8.500 metros cúbicos por segundo para o rio Paraná visava ajudar no aumento do nível do rio, importante hidrovia para escoamento de grãos da Argentina e do Paraguai, que foi afetado pela seca.

Meta cumprida, entretanto…

De acordo com Itaipu, a meta foi cumprida, embora o vertimento tenha ficado 13% abaixo do planejado para atender os vizinhos.

“A partir das chuvas do dia 22, houve um descolamento considerável entre as curvas (do planejado e do observado)”, disse em nota o gerente do Departamento de Operação do Sistema de Itaipu, Rodrigo Pimenta.

Segundo ele, em função das chuvas, até o momento, a taxa de deplecionamento do reservatório está, aproximadamente, 30% inferior ao previsto.

A usina havia anunciado no dia 22 que o nível do rio Paraná subira três metros após a abertura do vertedouro, o que permitiu a movimentação de barcaças com grãos que estavam paradas no Paraguai e na Argentina.

“Nesta quarta-feira, por exemplo, não há previsão de abertura do vertedouro. A água que seria vertida acaba sendo armazenada no reservatório”, acrescentou a hidrelétrica.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro; texto de Gabriel Araujo)

Fonte: Reuters

Voltar ao Topo