Novidades

Intensidade de GEE em energia do Reino Unido cai 69% desde 1990

A intensidade dos gases de efeito estufa da indústria britânica de fornecimento de energia caiu 69% entre 1990 e 2018, impulsionada pelo aumento da capacidade de fontes renováveis, de acordo com dados preliminares do Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS).

A intensidade de GEE, calculada dividindo o nível de emissões pelo valor adicionado bruto, para toda a economia caiu dois terços no período, informou o ONS.

Em 2018, a intensidade das emissões de GEE no Reino Unido foi de cerca de 0,23 mil toneladas de equivalente de dióxido de carbono por £ milhão de GVA, abaixo dos 0,67 em 1990.

No entanto, esse foi o mesmo nível registrado no ano anterior.

Mas, segundo o ONS, apenas a Áustria, França, Luxemburgo e Suécia têm menor intensidade de GEE do que o Reino Unido na Europa.

As emissões de energia caíram 56% desde 1990, mas o setor ainda é o maior emissor de GEE do país, um pouco à frente da fabricação e do transporte, disse o ONS.

O setor de energia emitiu mais de 96 milhões de toneladas de CO2 equivalente em 2018, ante mais de 217 milhões de toneladas em 1990, disse o ONS.

Voltar ao Topo