Benefícios

INSS: Segurados podem receber mais de R$40 mil por atrasos, veja como

Os contribuintes que aguardam benefícios exigidos ou revisados ​​pelo INSS têm direito à cobrança retroativa, esta medida está em conformidade com o Decreto nº 3.048 sobre “INSS Atrasos”.

Portanto, para os segurados que fazem jus ao limite superior do INSS, o valor está previsto para ultrapassar R$ 40.000, que neste ano é de R $ 6.101,06, as informações são do Instituto do Seguro Social (Ieprev).

Além do pagamento em atraso, o segurado também deve obter pagamentos retroativos envolvendo o 13º salário.

Isso vale para pessoas que esperaram pelo menos seis meses, portanto, para as demais, o cálculo do abono será feito proporcionalmente, portanto, se você está esperando uma resposta à sua solicitação, leia este artigo para saber como pagar.

Veja como é o cálculo

Segundo Adriane Bramante, presidente do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), se os direitos do segurado forem reconhecidos, ele deverá efetuar o pagamento de acordo com a data do ajuizamento da ação no INSS, seja por meio da plataforma Internet ou call center por telefone.

Além disso, todos os valores acumulados até o recebimento do subsídio devem ser corrigidos no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), desta forma, o pagamento é automático.

No entanto, se houver atraso na liberação dos benefícios, também pode ser interposto recurso em juízo, a ação é denominada “aplicação de pequeno valor” (RPV), que equivale a mora de até 60 salários mínimos ou por ordem judicial (superior a 60 salários mínimos).

Em outubro, o Conselho Judiciário Federal liberou cerca de 978,7 milhões de reais para quitar dívidas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) no judiciário que excedam os segurados da agência.

O dinheiro foi gerado em decorrência da “exigência de pequeno valor” e foi distribuído a 73.445 beneficiários que venceram a ação judicial contra o instituto por concessão ou revisão de benefícios.

Voltar ao Topo