Benefícios

INSS: Instituto anuncia novos depósitos da revisão do auxílio-doença

Previdência

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) comunicou nesta terça-feira (24), que iniciará uma revisão automática para cobrir a diferença devida ao auxílio-doença dos segurados pagos até 31 de outubro.

A autorização para o pagamento da mora foi publicada no “Diário Oficial da União” nesta segunda-feira (23).

Entre os 1,1 milhão de pré-pagamentos, mais de 600.000 segurados entraram neste novo lote de análise automática, isso não significa que toda a equipe receberá o valor associado à revisão.

Segundo o INSS, o número de beneficiários a ser divulgado ainda aguarda revisão.

O direito ao tratamento diferenciado vale para os beneficiários cujo salário médio garantirá assistência acima do salário mínimo (R $ 1.045 este ano), mas o valor do parcelamento é igual ao mínimo.

Devido à pandemia Covid-19, a perícia médica interrompeu o que era necessário para verificar o direito dos trabalhadores que não podem realizar atividades devido a acidentes ou doenças a receber benefícios temporários por invalidez.

Entre as diversas medidas tomadas pelo governo para enfrentar a crise, foram adiantados 1.045 reais em ajudas, e o desconto foi feito com base na análise de laudos médicos enviados pela internet.

Em outubro, o INSS autorizou a revisão e o pagamento da diferença a 497 mil segurados que receberam adiantamento até 2 de julho deste ano.

O segurado que fizer jus à diferença receberá carta do INSS contendo os dados recalculados e o valor total devido.

Além disso, o beneficiário pode verificar se tem direito por meio do Meu INSS (site e aplicativo) e pelo telefone 135.

Quem receber esta forma de pagamento deverá utilizar a conta-corrente para efetuar o pagamento diretamente no caixa do banco ou utilizar o cartão magnético para sacar dinheiro.

Esses valores serão correções monetárias proporcionais ao tempo de ausência (ou seja, a parcela total recebida).

Voltar ao Topo