Offshore

Iniciadas as obras de usina solar no Norte do RS

Começaram as obras da primeira usina de energia solar da Cooperativa de Energia e Desenvolvimento (Creluz), que será implantada nas margens da BR 386, em Boa Vista das Missões, região Norte do Rio Grande do Sul. A previsão é de que o empreendimento entre em operação até novembro deste ano. A cooperativa, segundo o presidente Elemar Battisti, está apostando em uma nova matriz energética, a solar. “A Creluz já tem larga experiência na geração e distribuição de energia limpa, renovável e sustentável, por meio de seis Pequenas Centrais Hidrelétricas, que geram energia com a força das águas, e esse empreendimento será o primeiro do Estado a fornecer energia para distribuição por meio de placas solares.”

A usina está sendo construída na sede da antiga Cooperativa de Processamento de Frango. Segundo a direção, o local foi escolhido pela incidência de raios solares, além da proximidade com a fibra ótica e a rede de distribuição da cooperativa. “Nós vamos ligar esse empreendimento solar em paralelo com a Usina Hidrelétrica Carlos Bevilácua, da própria Creluz”, informou Battisti. O presidente destacou que o novo empreendimento fará a compensação da hidrelétrica. “Quando temos bastante água, sinônimo de chuva, temos pouco Sol e, quando temos muito Sol temos pouca água”, explicou.

Ainda segundo ele, a terraplenagem do local está concluída e a compra das placas solares também já foi efetivada. A Prefeitura de Boa Vista das Missões está auxiliando nos trabalhos de infraestrutura e de obtenção de licenças ambientais. A Creluz, que tem sede no município de Pinhal e associados em 32 cidades das regiões do Médio Uruguai e Celeiro, decidiu diversificar a matriz de geração, partindo para a de utilização do vento e para a solar. Segundo o presidente, foi feito um estudo, verificando que o mais rápido de implantar é a solar. Os engenheiros da Creluz confirmam que a energia gerada na nova usina poderá zerar todos os consumos da própria cooperativa.

A Creluz pretende investir em outras matrizes energéticas e, para isso, buscou a parceria do Sicredi. O convênio foi assinado neste mês, em assembleia comemorativa do aniversário do Sicredi Alto Uruguai. O presidente dessa unidade, Eugenio Poltronieri, disse que as duas cooperativas dão um passo a mais para continuar contribuindo com o desenvolvimento regional.

Voltar ao Topo