Empregos

Há prós e contras com o dólar alto, diz Bolsonaro

O presidente respondeu a um questionamento sobre a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, de que “não está preocupado com a alta do dólar” e que o patamar é “compreensível” diante da nova política econômica. Nesta terça, o dólar atingiu R$ 4,25 na abertura, em reação a essa fala do ministro.

“Se ele falou, tá falado, tá ok? Espero que caia (a cotação da moeda), torço, assim como torço para que caia a taxa Selic, torço para que aumente a nossa credibilidade junto ao mundo”, argumentou.

“Agora, a economia, como disse, sou o técnico de futebol, quem entra em campo são os 22 ministros, o Paulo Guedes está jogando na economia”, acrescentou o presidente.

Leilão da tecnologia 5G

O presidente também falou a respeito do leilão da tecnologia 5G, um dia depois de receber o presidente mundial da Ericsson, Börje Ekholm, Ele disse que “você tem que dar certa prioridade” à fabricante sueca, já que ela investe no Brasil “há muito tempo”.

“Acho que é a empresa mais antiga que está no Brasil nesta área, estão investindo no Brasil há muito tempo. Então você tem que dar uma certa prioridade para isso. Mas nós vamos decidir a questão do 5G levando em consideração questões técnicas e econômicas”, afirmou Bolsonaro.

O leilão do 5G está previsto para o segundo semestre do ano que vem. Além da Ericsson, estão habilitadas hoje a fornecer equipamentos para a rede de alta tecnologia as empresas Nokia e Huawei.

Legítima defesa

O presidente voltou a falar sobre os novos projetos que pretende enviar ao Congresso na área da segurança pública. Uma das medidas, segundo ele, é para garantir o “direito à legítima defesa”, e deve ser enviado ainda nesta semana. “Tem três (projetos), vou escolher um. O que estiver mais palatável eu apresento. Eu quero é que o cidadão de bem tenha como exercer o seu direito à legítima defesa, só isso”, afirmou.

O presidente disse que deve enviar um dos projetos ainda esta semana, após o retorno de sua viagem a Manaus, marcado para quarta-feira.

Voltar ao Topo