Petróleo

Gasoduto é inaugurado para gerar mais empregos em Três Lagoas

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) inaugurou o novo ramal de gasoduto,  na Fábrica da Eldorado Brasil Celulose, no município de Três Lagoas. Ele ponderou que esta ação se trata de uma parceria feita pelo executivo, que vai baratear os custos da empresa e com isto atrair mais empregos para região.

“O novo ramal de gasoduto vai beneficiar a região. A Eldorado Brasil, que vai trazer a linha 2 para Mato Grosso do Sul. Esta era uma das parcerias firmadas com a empresa, para disponibilizar gás para aquecer as caldeiras, que antes se fazia com óleo diesel”, explicou Reinaldo, em parceria feita para expansão da Fábrica no município.

Reinaldo ponderou que este processo antigo encarecia os custos de produção, agora vai diminuir as despesas, com a empresa gerando mais empregos, em função da ampliação de atividades. A fabricante de celulose de fibra curta firmou contrato de 150 meses com a MSGás (Companhia de Gás do Mato Grosso do Sul), para fornecimento de 140 mil metros cúbicos de combustível por meio do ramal.

O governador disse que Mato Grosso do Sul foi o Estado que mais investimentos privados recebeu em 2015 e que, a exemplo da construção dos dutos, confia nas Parcerias Público Privadas (PPPs) como solução para resolução de problemas em diversos setores. E adiantou que o Estado lançará em breve um programa inovador em saneamento, por meio de PPP.

Só nos primeiros três meses, a expectativa com a adoção de gás natural no forno de cal, em substituição ao óleo, é ter uma redução de custos significativa. Para que o combustível chegue até a fábrica em Três Lagoas, a estatal investiu R$ 58 milhões na construção de ramal exclusivo, com 40 quilômetros de extensão.

Dos R$ 60 milhões orçados no projeto do ramal de 40 quilômetros para fornecimento de gás natural para a Eldorado Brasil, R$ 58 milhões foram usados na construção do gasoduto. A construção do ramal gerou 300 empregos diretos e indiretos e abre caminho para que a segunda linha produtiva da fábrica.

Voltar ao Topo