Economia

Alto funcionário do Ministério da Economia do Brasil, substituído por secretário do Tesouro

O secretário especial do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, está deixando o cargo e será substituído pelo atual secretário do Tesouro, Bruno Funchal, disseram três fontes à Reuters nesta terça-feira.

O jornal O Estado de S.Paulo noticiou mais cedo que Rodrigues havia sido demitido como um dos principais funcionários do ministro da Economia Paulo Guedes sobre questões relacionadas ao orçamento federal de 2021, revisado e só assinado pelo presidente Jair Bolsonaro no prazo de22 de abril.

Jeferson Bittencourt, atualmente assessor especial do Ministério da Economia, está no quadro para substituir o Funchal no Tesouro, disse uma das fontes.

Rodrigues entrou na linha de fogo de Bolsonaro no ano passado, quando disse em entrevista que a equipe econômica planejava congelar pensões e pagamentos de aposentadorias. Na ocasião, Bolsonaro disse que quem propusesse cortar benefícios sociais receberia um “cartão vermelho”.

O atrito aumentou nas últimas semanas em meio às discussões sobre o Orçamento de 2021, segundo uma das fontes.

Por sua vez, o Funchal é secretário do Tesouro há menos de um ano, tendo substituído apenas Mansueto Almeida em julho do ano passado.

De acordo com a reportagem do Estado de S.Paulo, a assessora especial para a reforma tributária do Ministério da Economia, Vanessa Canado, também deixará seu posto, indicando uma maior agitação.

O Ministério da Economia e o Tesouro recusaram comentários imediatos.

Voltar ao Topo