Últimas Notícias

Fórum para discutir relações comerciais entre Brasil e Emirados Árabes será realizado em São Paulo

Uma reunião na capital paulista nesta segunda-feira (05) discutirá as relações econômicas entre o Brasil e os Emirados Árabes Unidos e as principais barreiras enfrentadas pelas multinacionais que operam nos dois países. O 1 st Brasil-Emirados Árabes Unidos Business Forum, organizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da embaixada dos Emirados Árabes Unidos em Brasília, será realizada duas horas – cinco horas no Tivoli Mofarrej Hotel.

Segundo informações fornecidas pela CNI à ANBA, o fórum terá como foco facilitar o intercâmbio de informações sobre o ambiente jurídico de ambos os países e identificar questões e possibilidades prioritárias para o crescimento do comércio e dos investimentos, a ser encaminhado posteriormente aos dois governos.

Entre os convidados para o encontro estão associações setoriais, membros do Fórum de Empresas Transnacionais (FET) da CNI e gestores da Rede CNI, que são os Centros Internacionais de Negócios da confederação. O FET é um grupo de empresas brasileiras com investimentos produtivos no exterior. O Fórum também está aberto a outras empresas que possam estar interessadas. Segundo a CNI, diante da demanda da embaixada, decidiram realizar a primeira reunião na área para avaliar o interesse das empresas nesse tipo de iniciativa.

Os membros do FET apontaram tópicos que acreditavam ser uma prioridade nas relações Brasil-EAU, como a burocracia no processo de classificação de uma empresa brasileira e seus produtos como fornecedor para grandes corporações no país árabe, a exigência de um parceiro local para investimentos industriais no país e a obrigação de contratar mão de obra local fora das zonas de livre comércio, entre outros.

O fórum será aberto pelo diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Eduardo Abijaodi, e pelo embaixador dos Emirados Árabes Unidos no Brasil, Hafsa Abdulla Mohamed Sharif Al Ulama. Logo após, haverá um painel chamado “Perspectivas Econômicas no Brasil e nos Emirados Árabes Unidos”, com o Gerente Executivo de Políticas Econômicas da CNI, Flávio Pinheiro de Castelo Branco, o Diretor Comercial da DP World, Fábio Siccherino, e o Ricardo da Mubadala Development Company. Paes.

O outro tema do Fórum é “Melhorando o ambiente de negócios para investimentos bilaterais”, a ser discutido em um painel com o Gerente de Negociações Internacionais da CNI, Fabrizio Panzini, e o Secretário de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). , Abrão Miguel Árabe Neto.

Segundo dados disponibilizados pela CNI, o Brasil exportou US $ 2,5 bilhões em bens para os Emirados Árabes Unidos no ano passado e importou US $ 200 milhões em bens do país. Do total das exportações brasileiras para os Emirados Árabes Unidos, cerca da metade é de produtos acabados, 34% são de bens básicos e 16% são de produtos semi-acabados. O principal item exportado para os Emirados é o açúcar, seguido por carnes, produtos químicos inorgânicos, ferro e aço e maquinaria mecânica.

Entre os setores em que os brasileiros têm investimentos nos Emirados Árabes Unidos, os alimentos e o tabaco vêm em primeiro lugar, seguidos pelos bens de consumo, aeroespacial, serviços imobiliários e serviços financeiros. O maior investidor é a BRF Brasil Foods. Por outro lado, os investimentos dos EAU no Brasil estão concentrados principalmente em armazenamento, serviços financeiros, transporte, metais, hotéis e turismo. O maior investidor é a DP World. (Fonte).

Informação rápida

1º Fórum Empresarial Brasil-Emirados Árabes Unidos 
5 de novembro (segunda-feira), das 14h às 17h. 
Tivoli Mofarrej, rua Alameda Santos, 1437 – São Paulo – SP 
Gratuito – voltado para empreendedores

Voltar ao Topo