Economia

FGTS: Saque-imediato de até R$ 998 do FGTS termina em março

Saques podem ser feitos por todos os trabalhadores que ainda não retiraram o dinheiro. Quem já sacou R$ 500, pode sacar mais R$ 498.

Desde o ano passado, o Governo Federal e a Caixa Econômica Federal (CEF) realizam o pagamento do saque-imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os valores disponíveis chegam ao teto de R$ 998, de cada conta, e podem ser retirados por qualquer trabalhador que tenham saldos somados até o dia 24 de julho de 2019.

Até dezembro, o pagamento foi feito de acordo com um calendário de pagamento. O cronograma seguia o mês de aniversário do trabalhador que não possuísse conta na Caixa. Correntistas individuais do banco receberam os valores via conta, automaticamente. Confira abaixo como foi o calendário:

Mês de Aniversário Data Início do Saque
Janeiro 18 out 2019
Fevereiro e Março 25 out 2019
Abril e Maio 08 nov 2019
Junho e Julho 22 nov 2019
Agosto 29 nov 2019
Setembro e Outubro 06 dez 2019
Novembro e Dezembro 18 dez 2019

Os saques, agora, podem ser feitos até o dia 31 de março, por todos os trabalhadores que ainda não retiraram o dinheiro ou retiraram apenas uma parte. Inicialmente, o governo havia liberado saques de até R$ 500. Mais tarde, em dezembro, os valores tiveram reajuste de R$ 998. Veja abaixo quanto recebe:

  • Quem tinha até R$ 998 e já sacou R$ 500: pode sacar até R$ 498 a mais por conta;
  • Quem tinha até R$ 998 e NÃO sacou R$ 500: pode sacar até R$ 998 por conta;
  • Quem tinha mais de R$ 998 e já sacou R$ 500: não pode sacar mais nada;
  • Quem tinha mais de R$ 998 e NÃO sacou nada: pode sacar até R$ 500 por conta.

Como sacar o FGTS?

No caso do saque-imediato, os valores podem ser sacados em casas lotéricas, terminais de autoatendimento, correspondentes Caixa Aqui e agências da Caixa. Nos três primeiros locais, é necessário que o trabalhador apresente documento de identificação válido, Cartão Cidadão e senha. Na agência, basta o RG. Para agilizar o atendimento presencial, o trabalhador deve levar a Carteira de Trabalho.

Antes de ir ao local de saque, é importante que o trabalhador consulte se possui valores disponíveis. Isso pode ser feito por meio do site da Caixa ou pelo aplicativo do FGTS, que está disponível para Android, iOS ou Windows. A consulta necessita de cadastro na plataforma e criação de senha.

Saque Digital

A fim de garantir mais comodidade, conforto e segurança aos trabalhadores, a Caixa oferece o saque digital. Por meio da ferramenta, que é integrada ao app do FGTS, é possível consultar os valores já liberados e solicitar o saque.

Para isso, basta que o usuário indique uma conta de sua titularidade, de qualquer Banco, e envie o dinheiro. Tudo 100% digital, sem precisar ir à uma agência. A funcionalidade está disponível desde fevereiro de 2020.

A função está disponível para todos aqueles que se enquadrem na modalidade de saque e que tenham valores a receber.

Além de ser totalmente sem custo, o valor transferido estará disponível em conta após 5 dias úteis. Sem contar que a ferramenta ainda permite realizar diversos outros serviços, como upload de documentos e acompanhamento das etapas entre a solicitação e a liberação dos valores para o saque.

Voltar ao Topo