Benefícios

FGTS: Câmara permite saques mensais para quem teve o salário reduzido

A Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quinta-feira (30), a medida Provisória que autoriza o saque emergencial de R$ 1.045 do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo se Serviço).

O relator, deputado Marcel van Hattem (Novo-RS), propôs mudanças no texto original enviado pelo governo. Pela proposta aprovada, trabalhadores que tiveram redução de salário ou suspensão do contrato de trabalho terão direito de sacar todo mês recursos das contas do FGTS para complementar a renda.

O texto segue para o Senado e precisa ser votado até 4 de agosto para a MP não perder validade. Pelo texto do relator, o trabalhador poderá sacar mensalmente valor equivalente ao necessário para recompor seu último salário antes da redução ou da suspensão do contrato, ou seja, o valor máximo do saque seria correspondente ao último salário do trabalhador.

Esses saques mensais do FGTS seriam permitidos enquanto durar a redução do salário ou a suspensão do contrato de trabalho.

Fonte: UOL

Voltar ao Topo