Notícias

ExxonMobil inicia produção no campo de Liza, na Guiana

ExxonMobil

A ExxonMobil, uma das maiores fornecedoras de energia e fabricantes de produtos químicos de capital aberto do mundo, teve um marco importante em suas operações na Guiana. A empresa americana começou a produção de seu campo offshore Liza, no chamado Bloco Stabroek, cinco anos após a primeira descoberta de hidrocarbonetos na área. Nesta primeira etapa, a petroleira deve extrair até 120.000 barris de petróleo por dia ao longo dos próximos meses.

Expectativas da empresa

A expectativa é que a primeira carga de petróleo seja vendida dentro de algumas semanas. “Este marco histórico para iniciar a produção de petróleo com segurança e dentro do cronograma demonstra o compromisso da ExxonMobil com a qualidade e a liderança na execução do projeto”, comemorou o presidente e CEO da Exxon Mobil Corporation, Darren Woods.

De acordo com a petroleira americana, cerca de 1.700 funcionários da ExxonMobil e outros trabalhadores que apoiam suas atividades na Guiana são guianenses. A empresa acrescenta que que esse número deve crescer à medida que as operações adicionais progredirem.

Mais Navios Plataformas (FPSO) a caminho

Nos planos de desenvolvimento do ativo, está previsto um segundo FPSO, o Liza Unity, com capacidade para produzir até 220.000 barris de petróleo por dia. O navio está sendo construído pela holandesa SMB Offshore. A ExxonMobil espera que, até 2025, pelo menos cinco FPSOs estejam produzindo mais de 750.000 barris por dia no Bloco Stabroek.

Sobre a ExxonMobil

A ExxonMobil, uma das maiores fornecedoras de energia e fabricantes de produtos químicos de capital aberto do mundo, desenvolve e aplica tecnologias de próxima geração para ajudar a atender com segurança e responsabilidade as crescentes necessidades mundiais de energia e produtos químicos de alta qualidade.

Ao longo de sua longa história de mais de um século, a ExxonMobil evoluiu  de um comerciante regional de querosene para um inovador avançado em energia e química, e uma das maiores empresas de capital aberto do mundo.

 

 

 

 

 

 

Voltar ao Topo