Empregos

Exxon diz que demanda de óleo combustível com alto teor de enxofre deve cair 25% até 2025

Exxon Mobil espera que ademanda por óleo combustível comalto teor de enxofre caia 25 por cento até 2025, como um novo conjunto de regulamentações de emissão começará no ano que vem, informou na segunda-feira uma autoridade de alto nível da companhia de petróleo e gás dos EUA. 

Um novo limite de 0,5 por cento de teor de enxofre no transporte marítimo estabelecido pela Organização Marítima Internacional (IMO) entrará em vigor em 2020. 

Agência Internacional de Energia prevê que a demanda por óleo combustível com alto teor de enxofre cairá 60 por cento no próximo ano, enquanto a demanda por óleo naval mais que o dobro. 

A previsão da Exxon é de que seu negócio de refino está lutando para encontrar petróleo bruto suficiente para produzir óleo combustível e outros destilados, em face das sanções dos EUA ao petróleo venezuelano.

O crude pesado representa quase dois terços das importações de petróleo dos EUA. Desse total, o petróleo da Venezuela respondia por 10% das importações de petróleo pesado em 2018 e cerca de 13% em 2017, segundo dados do Departamento de Energia dos EUA. 

O presidente da Exxon, Bryan Milton, discursou na conferência de energia da Scotia Howard Weil, em Nova Orleans, na segunda-feira.

Voltar ao Topo