Petróleo

Exportações de petróleo e gás dos EUA para a Índia continuam

Apesar da oposição do presidente Joe Biden aos combustíveis fósseis, os EUA continuarão a fornecer produtos de petróleo para a Índia, apoiando o desenvolvimento de energia sustentável , de acordo com o porta – voz do Departamento de Estado, Ned Price.

“Nossa ampla cooperação energética com a Índia sob a Parceria Estratégica de Energia é forte e continuará crescendo mesmo com o governo priorizando questões de mudança climática”, disse ele na segunda-feira em resposta a uma pergunta se o governo Biden continuaria com as exportações.

Com seu compromisso de combater as mudanças climáticas, Biden tem revisto acordos estrangeiros envolvendo combustíveis fósseis e, em uma etapa importante, cancelou o polêmico projeto do oleoduto Keystone, para trazer petróleo do Canadá para os EUA.

Os EUA se tornaram um dos maiores fornecedores de petróleo bruto, enviando cerca de 84 milhões de barris e cerca de 115.000 milhões de pés cúbicos de gás natural durante 2020 até novembro, de acordo com dados do governo dos EUA.

Price disse: “Quando se trata de cooperação energética de forma mais ampla, eu diria que a parceria de energia EUA-Índia apóia o desenvolvimento de energia sustentável. Ela aproveita as fontes de energia para atender às necessidades de energia do século 21”.

A cooperação, acrescentou, “protege a segurança nacional e promove a estabilidade regional e internacional”.

Price lembrou que a Índia e os EUA trabalharam estreitamente no Acordo de Paris sobre mudança climática em 2015, quando Biden era o vice-presidente, e disse: “Continuaremos a trabalhar em estreita colaboração com a Índia no desafio das mudanças climáticas.”

“Colaboramos na pesquisa de gás natural, energia renovável, energia nuclear, carvão limpo, tecnologia, redes inteligentes e fontes de energia limpa e não convencionais para o benefício de nosso povo agora e no futuro”, acrescentou.

Biden fez do combate às mudanças climáticas uma peça central de suas políticas externa e interna.

Os Estados Unidos estavam “integrando objetivos climáticos em toda a nossa diplomacia”, disse ele no início deste mês, em seu primeiro grande discurso de política externa no início deste mês.

A cooperação Índia-EUA na área de energia cresceu a partir de 2017 sob o ex-presidente Donald Trump, que estava ansioso para aumentar as exportações de petróleo e gás para a Índia e afastá-la da dependência do Irã, ao qual impôs um embargo e retirou uma isenção inicial concedida a Índia para importar daquele país.

A cooperação energética EUA-Índia se consolidou sob a administração do ex-presidente Barack Obama, com ênfase em energia limpa, mas sob Trump, que se afastou do combate às mudanças climáticas, passou a exportar combustíveis fósseis dos Estados Unidos.

Voltar ao Topo