Economia

EUA vão assinar acordo comercial limitado com o Brasil

Os Estados Unidos e o Brasil chegaram a um acordo sobre um acordo comercial limitado que facilitará o comércio entre os países, fortalecerá as práticas regulatórias e reprimirá a corrupção, anunciaram segunda-feira (19), autoridades dos dois países.

O pacto, o mais recente de uma série de “mini” acordos comerciais assinados pelo governo Trump, segue sete meses de negociações entre os Estados Unidos e o Brasil, e ocorre no momento em que o presidente Trump está ansioso para obter vitórias comerciais antes de 3 de novembro eleição, mas não está claro quanto o novo acordo vai impulsionar o comércio entre os países, dado seu escopo limitado.

Falando em um evento organizado pela Câmara de Comércio dos Estados Unidos na segunda-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro, do Brasil, disse que o negócio abriria “um novo capítulo” no relacionamento entre os dois países, ele disse que as autoridades brasileiras e americanas concluíram as negociações “em tempo recorde” sobre um pacote que “reduziria a burocracia e traria ainda mais crescimento para nosso comércio bilateral”.

O Brasil foi o 11º maior parceiro comercial dos Estados Unidos em bens em 2018. Naquele ano, os Estados Unidos exportaram $ 67,8 bilhões em bens e serviços para o Brasil, incluindo combustível, aeronaves, maquinários e produtos químicos, e importaram $ 37,2 bilhões, incluindo combustível, aço e aeronaves.

Voltar ao Topo