Últimas Notícias

Estado brasileiro rejeita acordo de desastre da barragem de US $ 3,97 bilhões da Vale

O estado brasileiro de Minas Gerais rejeitou uma oferta de acordo de aproximadamente R $ 21 bilhões ($ 3,97 bilhões) oferecida pela mineradora brasileira Vale para o desastre da barragem ocorrido em janeiro de 2019.

Na sequência de uma reunião, o chefe do estado, Mateus Simões, disse ao jornal local Isto e Dinhero que o estado discordou tanto do montante como de alguns dos termos oferecidos pela empresa.

acidente na mina de ferro Córrego do Feijão envolveu o rompimento de uma barragem e resultou em uma onda de lodo. Acredita-se que o incidente tenha custado a vida a 270 pessoas.

Simões foi citado pela Reuters como tendo dito: “O valor ainda está longe do que esperamos. Também não concordamos com alguns termos definidos pela Vale. ”

Nova reunião marcada para dezembro de 2020

Uma nova reunião está marcada para ser realizada no próximo mês, com foco em termos e não em valores, acrescentou Simões.

Embora os valores que estão envolvidos nas negociações não tenham sido revelados, a Vale pretende continuar a ‘ter um diálogo construtivo’ com as autoridades, informou a agência de notícias.

Separadamente, a Vale iniciou o protocolo de emergência de Nível 2 para a barragem Norte / Laranjeiras, da mina de Brucutu, no município de Barão de Cocais.

Como parte da medida preventiva, cerca de 34 pessoas que residem na Zona de Auto-Resgate da barragem devem ser evacuadas nos próximos dias.

Em nota, a Vale afirmou: “A Vale adota essa medida em linha com o monitoramento das condições de segurança de suas estruturas e mantém uma campanha de investigação geotécnica para definir as ações para sua melhoria contínua.”

Voltar ao Topo