Notícias

Equinox vende mina do Brasil e foca no crescimento canadense

A Equinox Gold (TSX, NYSE: EQX) disse na segunda-feira que vendeu sua mina de ouro Pilar no Brasil por US$ 38 milhões em dinheiro como parte de uma estratégia de otimização de portfólio que inclui o aumento de sua participação no projeto Greenstone em Ontário, Canadá.

Como parte do acordo, a compradora Pilar Gold Inc. também está dando à Equinox uma participação de 9,9% no patrimônio líquido da mina de ouro e um royalty de retorno líquido de 1% sobre a produção.

Pilar, um complexo de produção de minas subterrâneas no Estado de Goiás, é responsável por cerca de 5% da orientação de produção da Equinox para 2021, de 600 mil a 665 mil onças de ouro.

As metas de produção esperadas serão atualizadas em maio, inclusive para refletir a venda de ativos e a adição da operação da Mercedes no México. A Equinox anexou a mina ao adquirir a Premier Gold Mines em dezembro.

“A Equinox Gold cresceu consideravelmente nos últimos dois anos e a venda da Mina de Ouro Pilar é um passo para otimizar nosso portfólio para focar em nossos ativos maiores de produção e desenvolvimento”, disse o executivo-chefe Christian Milau no comunicado.

Pilar Gold é uma empresa privada canadense com planos de buscar uma listagem pública ainda este ano.

A notícia coincide com a aquisição da Equinox de uma participação adicional de 10% no projeto Greenstone em Ontário por US$ 51 milhões. A mudança aumentou a participação da mineradora com sede em Vancouver no projeto totalmente permitido e pronto para construção para 60%.

Greenstone, anteriormente conhecida como Hardrock, está sendo avançada em uma joint venture com o Orion Mine Finance Group. Espera-se que traga mais de 240.000 onças atribuíveis de produção de ouro para a Equinox uma vez em operação.

Voltar ao Topo