Petróleo

EnP Energy Platform anuncia sua primeira aquisição de ativos onshore de E&P no Estado do Espírito Santo

A EnP Energy Platform, por meio de sua subsidiária EnP Ecossistemas Energéticos Holding SA, anuncia a aquisição de participação acionária da Petro-Victory Energy Ltda. (PVE), correspondente a 50% dos 5 blocos exploratórios em terra na Bacia do Espírito Santo: ES-T-354, 373, 441, 477 e 487, cuja cessão está em processo de aprovação pela ANP. Esses blocos foram adquiridos na 14ª Rodada de Licitações da ANP, realizada em 2018, e são operados pela Imetame Energia, que detém os 50% restantes do consórcio.

Em abril, foi informada pela operadora Imetame Energia a descoberta de óleo no poço exploratório 1-VID-1-ES (VIDA), localizado no bloco ES-T-487. O Plano de Avaliação de Descoberta (PAD) foi submetido em setembro à apreciação da ANP e, após sua aprovação, será realizado um teste para avaliação do poço descoberta, etapa importante para a declaração de comercialidade da área.

Também está prevista a perfuração de um poço no prospecto Sintonia, localizado no bloco ES-T-441, ainda em 2020. Outros poços estão previstos para os outros 3 blocos, com previsão de perfuração a partir de 2021.

Campos de petróleo leve e infraestrutura de gás e petróleo

A EnP informa ainda que adquiriu 50% da participação acionária da SPE Imetame Energia Lagoa Parda Ltda., Que opera os campos Lagoa Parda, Lagoa Parda Norte e Lagoa Piabanha e uma infraestrutura que inclui uma Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) com capacidade de 1,25 milhão de metros cúbicos por dia e Estação de Tratamento de Líquidos com capacidade de 25 mil barris por dia.

Esta aquisição ocorreu pelo mesmo valor proporcional pago pela referida SPE à Petrobras por meio do processo de desinvestimento concluído em 30 de setembro deste ano.

A Imetame e a EnP, uma vez obtida a aprovação dos órgãos competentes, trabalharão em conjunto para a execução do programa de trabalho que prevê a reativação de 29 poços do Polo Lagoa Parda, com o objetivo de aumentar a produção para 700 barris / dia de óleo, reativando a UPGN da Lagoa Parda e desenvolver a descoberta feita e outras em potencial.

Com sua estreia na aquisição de ativos de óleo e gás, a EnP demonstra sua crença na atratividade da exploração e produção onshore no Brasil, que será reforçada por outros negócios, incluindo a participação no 2º Ciclo Permanente de Abastecimento da ANP.

Voltar ao Topo