Energia

Energia eólica atinge 97% da demanda do Nordeste brasileiro

No sábado, foi registrado novo recorde com aerogeradores na região, que chegou a 10.169 MW, às 22h.
O monitoramento realizado no sistema elétrico brasileiro, realizado pelo ONS, continua batendo recordes na geração de energia eólica no Nordeste. Os sistemas registraram, no último sábado (22/08), às 22h, um pico de geração de novos parques eólicos, atingindo, desta vez, 10.169 MW, com fator de capacidade de 81%.

O montante é suficiente para atender 97% da demanda de todo o Nordeste, ou seja, mais de 18 milhões de domicílios. O recorde anterior era de 10.121 MW, em 20 de junho de 2020. Historicamente, agosto costuma ser um mês de ventos fortes.

Monitoramento de energia eólica

A maior presença de energias renováveis ​​na matriz brasileira é algo que já está acontecendo e continuará acontecendo nos próximos anos. Em 2006, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) passou a monitorar periodicamente a capacidade instalada dos parques eólicos em operação comercial, hoje distribuídos em oito estados (Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina). Atualmente, o ONS registra 14.975 MW de energia eólica instalada, o que representa 9,1% da matriz elétrica.

Voltar ao Topo