Energia

Empresa brasileira ‘Eternit’ autorizada a vender telha para geração de energia solar

Uma telha de concreto que produz energia elétrica a partir de células fotovoltaicas, sem necessidade de painéis solares adicionais. Essa é a tecnologia que recebeu aval e registro do INMETRO e chegará ao Brasil por meio da Eternit. A telha BIG-F10 é a primeira no país deste tipo.

A produção das peças será feita pela Tégula Solar, empresa que pertence a Eternit. Segundo o grupo, a fábrica da Tégula em Atibaia já adaptou sua infraestrutura para a produção das telhas.

“Somos a única companhia brasileira a produzir localmente um produto revolucionário que irá ajudar a diminuir o consumo de energia tradicional de forma ecológica, ao mesmo tempo em que promove eficiência no uso”, afirma Luís Augusto Barbosa, presidente do Grupo Eternit, em nota.

O produto deve chegar ao mercado brasileiro em 2021.

Segundo cálculos da Eternit, as telhas criam uma economia de entre 10% a 20% em relação a painéis solares tradicionais. A empresa também afirma que o investimento do cliente nas telhas prevê retornos mais rápidos, de três a cinco anos após a instalação.

A capacidade de produção média mensal de uma única telha é de 1,15 Kilowatts hora por mês (kWh/mês). O consumo médio residencial de energia elétrica no Brasil é de 152,2 kWh/mês.

Voltar ao Topo