Energia

EDPR assegura PPA para parque eólico de 126 MW no Brasil

A EDPR garantiu um PPA de 20 anos, para vender a energia a ser produzida pelos parques eólicos Monte Verde VI e Boqueirão I-II no Brasil.

A EDP Renováveis ​​( EDPR ), líder mundial no sector das energias renováveis ​​e um dos maiores produtores de energia eólica do mundo, através da sua subsidiária EDP Renováveis ​​Brasil, SA, garantiu um acordo privado de compra de 20 anos (PPA) para vender energia a ser produzida pelos parques eólicos Monte Verde VI e Boqueirão I-II no Brasil.

Os projetos onshore eólicos, ambos localizados no Estado do Rio Grande do Norte, têm capacidade total de 126 MW e o início das operações está previsto para 2022.

Actualmente, a EDPR possui 467 MW de tecnologia eólica onshore instalada no país e, com este novo contrato, a EDPR reforça a sua presença num mercado de baixo risco, através do estabelecimento de contratos a longo prazo, recursos renováveis ​​atractivos e perspectivas sólidas. a médio e longo prazo.

Em detalhe, a EDPR tem atualmente mais de 1 GW de projetos eólicos e solares em desenvolvimento, dos quais 0,2 GW com início de operação previsto para 2021, 0,4 GW para 2022 e 0,5 GW até 2023, todos com contratos de longo prazo garantidos.

Tendo em conta este novo acordo, a EDPR contratou agora 3,3 GW dos 7,0 GW de capacidade global prevista para o período de 2019-2022, como parte da sua atualização estratégica anunciada em 12 de março de 2019.

Em junho, a empresa anunciou que assegurou um PPA de 20 anos através de sua subsidiária integral EDP Renewables North America com a East Community Community Energy (EBCE), para vender 100 MW de energia solar e 30 MW de armazenamento de energia da Sonrisa Solar. Parque. O projecto Sonrisa Solar Park, que deverá iniciar operações em 2022, está localizado no estado da  Califórnia e será o primeiro projecto renovável de grande escala da EDPR com armazenamento.

Em abril, a empresa anunciou que implantará sua maior fazenda solar  fotovoltaica com armazenamento de energia  em Portugal. A empresa assinou um acordo com a fabricante de baterias Exide Technologies. 

Voltar ao Topo