Energia

Dupla chinesa construirá usina de energia solar de 1,1 GW no Brasil

China Development Integration Ltd (CDIL) e China Machinery Engineering Corp (HKG:1829), ou CMEC, fizeram um acordo para financiar e construir um complexo de energia solar de 1.100 MW no Brasil.

O grupo diversificado CDIL, com sede em Hong Kong, anunciou nesta quarta-feira, dizendo que o projeto exigirá um investimento total de cerca de US$ 1 bilhão (826 milhões de euros), refletindo engenharia, compras e construção (EPC) mais financiamento e fundos de ações adicionais vindos principalmente da China.

O esquema, originário do empresário nacional de recursos naturais e energia Eike Batista, prevê a construção de um parque solar fotovoltaico de 300 MW (PV) na primeira fase e uma instalação de 800 MW na segunda.

A subsidiária local da CDIL, China-Brazil Integration Group Ltd, desenvolverá o projeto em Port Acu e outras localidades em todo o país, enquanto a empreiteira estatal de engenharia CMEC será a parceira da EPC. Mais especificamente, este último será responsável pelo projeto de engenharia, aquisição de materiais e serviços locais, construção de projetos e recrutamento. Ele também se envolverá com um jogador do setor local para lidar com a operação.

“Este é o primeiro de uma série de projetos que vamos executar em conjunto com a CDIL e o Sr. Batista”, afirmou Liu Cansheng, engenheiro sênior e conselheiro geral da CMEC.

Voltar ao Topo