Economia

Quem terá direito a mais duas parcelas do seguro-desemprego?

Quem terá direito a mais duas parcelas do seguro-desemprego?

Em resposta à emergência relacionada à disseminação da infecção por coronavirus, algumas inovações foram introduzidas para o seguro-desemprego de 2020.

Este é o subsídio de desemprego mensal, que oferece apoio económico aos desempregados.
O Governo Federal estabeleceu a extensão dos pedidos de seguro-desemprego e a extensão do serviço.

Neste artigo, você descobrirá “Quem terá direito às mais duas parcelas do seguro-desemprego?”

A seguir, vamos abordar os seguintes tópicos:

O que é o seguro-desemprego?
Como funciona o seguro-desemprego?
Como sacar o seguro-desemprego?
Quando seguro-desemprego é suspenso?
Seguro-desemprego: quem terá direito às mais duas parcelas?
Se aprofunde em cada detalhe do assunto e conheça tudo sobre ele a seguir!

O que é o seguro-desemprego?

É basicamente um auxílio financeiro mensal que é concedido a pessoas que perderam seus empregos.
Em particular, cabe aos trabalhadores com vínculo empregatício que perderam involuntariamente o emprego.

Bem, o seguro-desemprego vale para os colaboradores, incluindo aprendizes e funcionários públicos com contrato, profissionais com carteira de trabalho assinada, desde o primeiro dia de serviço.

Alías, excluem-se os trabalhadores das administrações públicas, trabalhadores agrícolas com contratos fixos ou permanentes.

Além disso, excluem-se para trabalhadores quen não possuem carteiras assiandas, por exemplo, freelancers e autônomos ( três em cada 10 trabalhadores têm emprego formal).

Outra coisa, para trabalhadores que tenham atingido os requisitos para previdência social, ou que são titulares de um subsídio de invalidez normal e não optaram pelo seguro-desemprego.

Como funciona o seguro-desemprego?

Bem, é possível pedir o seguro-desemprego entre 7 e 120 dias seguinte à data de cessação da relação de trabalhoi.
Isso vale para demissão em período de maternidade, doença, acidente de trabalho, ou sem aviso prévio.

Além disso, vale para demissão sem justa causa, pescador no período de defeso (momento em que atividades de caça são vetedas ou controladas) e mesmo trabalhador tirado da condição condição análoga à de escravo.

Como sacar o seguro-desemprego?

Ao preencher o requerimento para o subsídio do seguro desempreogo no site do Governo Federal que trata sobre o seguro-desemprego, no aplicativo da Carteira de Trabalho Digital ou mesmo nas unidades da Secretaria do Trabalho.

Após isso, você deve indicar a forma de pagamento de sua preferência:

Cartão do Cidadão em mãos, é viável sacar o benefício em lotéricas da Caixa Econômica Federal ou então caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal.

Diretamente num banco da Caixa Econômica Federal.
Depósito em conta corrente ou em conta poupança para clientes da Caixa.

Quando seguro-desemprego é suspenso?

Veja quando o seguro-desemprego é suspenso:

Quando há o reemprego com contrato de trabalho subordinado com duração não superior a seis meses.
A indemnização fica automaticamente suspensa durante o período da relação de trabalho com base nas comunicações obrigatórias.

Adquire direito ao subsídio de invalidez normal e não opta pelo subsídio.

Passar a receber quaisquer benefícios prestação continuada da Previdência Social (INSS), exceto assistência acidental, assistência complementar e receita de suspensão de serviços.

Caso tenha vinculado em seu CPF um CNPJ, inclusive do MEI, Micro Empreendedor Individual ou fazer parte de cotas de responsabilidade em uma empresa LTDA.

Dando mais detalhes para a suspensão quando há retomada a um novo emprego, bem, significa que o trabalhador não vai receber o seguro-desemprego integral, o trabalhador pode receber as contribuições restantes, mas somente se ele for demitido de novo sem justa causa.

Tudo isso está sujeito aos requisitos dos parágrafos seguintes, as opiniões dos empregados sobre o balanço de pagamentos relativo ao período de aquisição começaram antes da promulgação da Lei nº 8.900 em 30 de junho de 1994, o que gerou um pedido, e a recuperação trouxe novos benefícios.

Outra coisa, no caso do período de recuperação referido ao parágrafo anterior, considera-se que terminou o período de aquisição e inicia-se um novo período com a demissão.

Logo, o empregador também deve estar atento a esta situação, pois irá cadastrar seus funcionários de acordo com a legislação trabalhista.

Seguro-desemprego: quem terá direito às mais duas parcelas?

Dependendo das horas de trabalho e do número de reclamações, o trabalhador receberá normalmente cinco parcelas dos benefícios do seguro-desemprego com acréscimo de mais duas parcelas.

No entanto, com este recurso, os beneficiários que tenham sido desligados sem justa causa no período de 20 de março a 31 de dezembro do ano de 2020 terão direito a dois pagamentos adicionais.

Portanto, se a proposta for aprovada e for retirada durante esse período, você terá de cinco parcelas até sete parcelas dos benefícios de seguro-desemprego.

Essa mudança incluirá aproximadamente 6 milhões de pessoas e provocará um consequências negativas de R$ 16,1 bilhões para as contas do Governo Federal.

Em razão de tudo que foi visto, ficou com alguma dúvida sobre “Quem terá direito às mais duas parcelas do seguro-desemprego?”

Já tinha ouvido falar de algum deste conteúdo?

Achou este conteúdo valioso para você?

Deixe um comentário com sua dúvida ou experiência!

Voltar ao Topo