Economia

Dólar dispara contra todas as outras moedas com receio do coronavírus

Dólar

O dólar opera em alta contra praticamente todas as divisas mais líquidas do mundo na manhã desta segunda-feira. Sinal de investidores buscando proteção em relação aos efeitos do coronavírus sobre a economia.

Por volta das 8h36, o índice DXY avançava 0,34%, aos 99,58 pontos. Entre os pares desenvolvidos, o iene é a única moeda que se valoriza nesta manhã, com ganhos de 0,25% ante a moeda americana.

Os ganhos sobre as divisas emergentes e ligadas a commodities eram mais amplos. No horário acima, o dólar avançava 1,42% contra o peso mexicano e 2,24% contra o rublo russo e 1,15% na comparação com o peso chileno. Por causa do feriado de carnaval, o real não opera até quarta-feira.

“Uma forte alta dos casos do Covid-19 na Coreia do Sul e na Itália levou a uma forte reação de aversão ao risco nos mercados. Com um calendário de indicadores e eventos bastante leve nesta semana, esperamos que a epidemia se mantenha como o principal driver das negociações nos próximos dias”, afirmam analistas da TD Securities em nota.

Na Coreia do Sul, onde o número de ocorrências do coronavírus saltou para mais de 600 no final de semana, o índice Kospi da bolsa de Seul caiu 3,87% nesta madrugada. Já o FTSE MIB, da bolsa de Milão, despencava 4,76% no horário citado. A Itália registra 150 casos no momento.

A onda de aversão ao risco global ainda não se refletiu no risco-país medido pelos contratos de CDS. Esta manhã, o spread operava em 93 pontos, perto das mínimas em doze anos, segundo dados da Markit.

Voltar ao Topo