Empregos

Dois tripulantes de navios oceânicos morrem em águas brasileiras depois de inalar gás

Dois tripulantes de navios oceânicos morrem em águas brasileiras depois de inalar gás

Dois tripulantes de um navio com a bandeira das Ilhas Marshall morreram quinta-feira em águas marinhas do Brasil na última sexta-feira( 19) depois de inalar gás tóxico no porão do navio e outros três foram encaminhados a hospitais locais em estado de embriaguez, de acordo com as autoridades. O navio partiu de San Lorenzo, na Argentina, e teve como destino o porto espanhol de Las Palmas , nas Ilhas Canárias.

O navio mercante AP Dubrava, que havia saído de San Lorenzo, na Argentina, e tinha como destino o porto espanhol de Las Palmas, nas Ilhas Canárias, transportava um carregamento de soja e estava a cerca de 300 quilômetros da costa do estado brasileiro de Espírito Santo.

Os sobreviventes, dois ucranianos e um russo, foram resgatados por helicóptero da Marinha do Brasil e levados para hospitais em Vitória, a capital regional, onde foi descartado algum tipo de traumatismo craniano, segundo o Harbour Master Office, que não denunciou a nacionalidade dos dois falecidos.

O pedido de socorro foi emitido pelo comandante do navio, o capitão identificado como Juan Knego, e retransmitido à Marinha do Brasil pela agência marítima Orion Rodos, encarregada de receber a mensagem.

Dois dos três feridos estavam inconscientes na hora de serem ajudados pelos socorristas brasileiros.

A Polícia Federal, encarregada das investigações, suspeita que os cinco tripulantes inalaram gás carbônico, gás utilizado no sistema de limpeza do navio.

O comandante do navio pediu às autoridades brasileiras autorização de três dias para bloquear e permanecer em Vitória, com o objetivo de recompor a tribulação, facilitar as investigações e monitorar a evolução clínica dos feridos.

A empresa responsável pela embarcação, a croata Atlantska Plovidba, divulgou duas liberações ao mercado nesta quinta-feira, por meio da Bolsa de Valores da Croácia, que informou sobre o acidente em águas brasileiras e informou as medidas tomadas pelo comandante para fazer frente ao situação.

Voltar ao Topo