Benefícios

Desemprego aumentou e prorrogação do seguro-desemprego pode ser a solução

Em razão da grande crise pandêmica, muitos subsídios do governo foram fornecidos para ajudar as famílias brasileiras mais afetadas.

Porém, como estivemos separados da sociedade por quase um ano, muitos benefícios foram ampliados, como ajuda humanitária.

Considerando que os trabalhadores recebem seguro desemprego durante a pandemia, muitos senadores fizeram algumas sugestões para aumentar os benefícios.

Posto isto, veja artigo, para saber “se a prorrogação das parcelas do seguro desemprego foi aprovada?”
Se aprofunde em cada detalhe do assunto e conheça tudo sobre ele a seguir!

O que é seguro-desemprego?

O seguro-desemprego é o benefício garantido pela Constituição Federal e a assistência financeira temporária, sem justa causa, aos trabalhadores demitidos. Quem tem direito ao subsídio pode sacar o subsídio por meio do canal de pagamento da Caixa Econômica Federal.

Quem tem direito ao seguro desemprego?

Qualquer trabalhador que reúna as seguintes condições tem direito a este benefício.
Se a pessoa foi liberada sem motivo.
Você está desempregado enquanto recebe seguro-desemprego.

À data do primeiro pedido, nos 18 meses anteriores à data do despedimento, pelo menos 12 meses tenham recebido a remuneração.No momento do segundo pedido, nos últimos 12 meses anteriores à data anterior, foram auferidos pelo menos 9 meses de remuneração.

Antes de fazer outras exigências, cobrar salários equivalentes a pessoas jurídicas a cada seis meses de pessoas jurídicas ou pessoas físicas.
Sem renda para sustentar a si mesmo e sua família.

Exceto para pagamentos de assistência por morte ou lesão, você não recebeu pagamentos do Benefício de prestação continuada (BPC).

Onde requerer o Seguro Desemprego?

Você pode se inscrever para o seguro-desemprego na sede do STRE por meio do Brasil, do Sistema Nacional de Emprego (SINE) ou do portal de serviços do Ministério da Economia, acessível pelo site do Ministério da Economia.

Prazos para requerer o benefício

O prazo de inscrição para trabalhadores regulares vai do 7º ao 120º dia da data anterior.
Pescadores artesanais: dentro de 120 dias do início da proibição, é o período de encerramento.

Trabalhadores domésticos: calculados a partir do dia do desligamento, do 7º ao 90º dia.
O trabalhador fica desqualificado com a rescisão do contrato de trabalho.
Período para o resgate: desde a data do resgate até o 90º dia.

Onde receber o seguro desemprego?

A entrega mensal do benefício é divulgada no canal de pagamentos da Caixa.
Se você tem caderneta de poupança ou conta simplificada, pode obter benefícios com a utilização de cartões de cidadão, canais eletrônicos (aplicativo da Caixa) ou loterias.

Cenário do desemprego aumentou em razão da pandemia em 2020

Como era de se esperar, tristemente, a pandemia do coronavírus de fato tem afetado o número de desempregados no país.Pois o número de trabalhadores em busca de ajuda aumentou exponencialmente nos últimos meses.

Com o sofrimento do movimento, tornou-se impossível fazer negócios em casa e milhões de cidadãos ficaram desempregados.

E bem, se aprovadas, as medidas para aprovar os outros dois componentes do seguro desemprego vão beneficiar cerca de 6 milhões de brasileiros afetados pela crise, que afetará as reservas cambiais públicas, ou mais de 16 bilhões de reais pagos ao país.

Prorrogação das parcelas do seguro desemprego em 2020

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) continua a estudar se é possível estender os benefícios do seguro desemprego, a mais dois para aqueles que foram demitidos durante a crise devido à pandemia do coronavírus.

Se aprovado, o recurso atenderá cerca de 6 milhões de pessoas e terá impacto de R$ 16,1 bilhões nas contas públicas.
Dependendo das horas de trabalho e do número de reclamações, os trabalhadores podem receber de três a cinco benefícios do seguro desemprego.

Se a medida for aprovada e encerrada sem um motivo válido, você receberá de cinco a sete partes do benefício.
Se a medida for aprovada, os trabalhadores desempregados entre 20 de março e 31 de dezembro deste ano terão direito aos benefícios.

Os responsáveis ​​pela proposta são os consultores que representam os trabalhadores do Codefat.
Segundo o deputado federal Sérgio Luiz Leite, a medida tem como base a Emenda Constitucional n° 106, de 2020, que estabelece o orçamento de calamidade pública.

Qual valor das parcelas do Seguro-Desemprego?

O valor dos benefícios não segurados é determinado pelo valor médio recebido nos últimos três meses antes da rescisão.Para ilustrar isso: Carlos trabalhou para uma empresa de telecomunicações por 5 anos e 10 meses e foi demitida sem motivo.

Seus três salários mais recentes são de R$ 1.400,00, R$ 1.400,00 e R$ 1.400,00.
Para Carlos saber o valor do contas a receber, ela deve somar os três últimos salários e dividir por 3, ele receberá parcelas com o valor de benefício de R$ 1.400,00.

E aí, achou interessante este artigo? Deixe um comentário com sua dúvida ou experiência!

Voltar ao Topo