Economia

Da soja ao café, mercadorias agrícolas brasileiras sobem a preços recordes

O preço da agricultura brasileira mercadorias como soja, milho, café e arroz atingiram níveis recordes com forte demanda e moeda fraca elevaram os preços em moeda local,segundo dados do Cepea.

As cotações da soja no Brasil subiram mais de 50% em termos nominais em comparação com no mesmo período do ano passado, à medida que a China continua a comprar quantidades cada vez maiores de oleaginosas do Brasil, mostram os dados do Cepea.

Na segunda-feira, principal produto de exportação do Brasil atingiu 137,76 reais por saca de 60 kg, menos de 2 reais abaixo de um recorde histórico de 139 reais em 2012.

No caso do café, a alta dos preços dos arábicas foi superior a 45% em 12 meses, também em termos nominais, apesar de o Brasil estar encerrando a colheita recorde, os dados mostraram.

Mesmo com os agricultores brasileiros colhendo mais de 100 milhões de toneladas de milho, isso temporada, o preço do cereal, que é usado na ração do gado, subiu mais de 65% em 12 meses, para um novo recorde nominal acima de 60 reais por saca de 60 kg,de acordo com dados do Cepea.

“Este ano, todos os recordes de preços vêm de um choque de demanda”, disse Lucílio Alves,funcionário do Cepea, ele disse que ocorre um choque de demanda quando estrutural e fatores políticos levam a uma valorização do dólar em relação à moeda local, preços do arroz, outro exemplo, subiram mais de 100% em 12 meses.

Voltar ao Topo