Carreiras

Cuidados e riscos com o manuseio de máquinas e equipamentos

máquinas

Se você trabalha ou é gestor de uma indústria, provavelmente você já teve problemas ou até mesmo acidentes com as máquinas e equipamentos. Afinal de contas, esses aparelhos robotizados vem auxiliando as empresas na fabricação de produtos desde os primeiros contatos com a tecnologia.

No entanto, ainda nos dias de hoje ainda é muito comum ver acontecimentos com os equipamentos em diversas empresas. Segundo uma pesquisa levantada pelo Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, os acidentes de trabalho com máquinas causaram mais de 25 mil amputações entre 2012 e 2018.

Esse dado mostra como é importante ter cuidado e atenção quando se trata de serviços de mão de obra.

Os profissionais que optam por esse tipo de serviço, como empresas de construção civil e empresas que fabricam produtos como molde de injeção plastica, por exemplo, estão em constante perigo e precisam de cuidados essenciais para evitarem qualquer tipo de risco.

Importância dos EPIs

Você provavelmente já ouviu falar nos EPIs, certo? O termo EPI significa equipamento de proteção individual e, como o próprio nome já diz, eles são equipamentos feitos para proteger os colaboradores de possíveis acidentes.

Entre os diversos EPIs disponíveis, você pode encontrar:

  • Máscara filtradora;
  • Protetor auricular;
  • Avental de raspa;
  • Calçados de segurança;
  • Óculos de proteção;
  • Capacete de segurança;
  • Dentre outros.

Os EPIs são necessários em todas as empresas que exercem atividades físicas ou de risco aos profissionais.

Algumas empresas que trabalham com a fabricação de espuma laminada, por exemplo, precisam que seus profissionais utilizam o EPI e estejam isentos de qualquer risco de possíveis acidentes no ambiente de trabalho!

Cuidados ao manusear as máquinas

Ainda falando dos riscos que os equipamentos proporcionam, outro meio de reduzir os riscos são com cuidados na hora de manusear as máquinas.

Crie padrões de manuseio e disponibilize manuais com informações claras sobre como o equipamento pode ser utilizado da melhor forma.

Além disso, se a máquina decorre de muitas falhas em seu funcionamento, significa que os riscos dos funcionários sofrerem acidentes também são maiores. Devido a isso, é importante realizar uma manutenção periódica, processo que vamos ver no próximo tópico:

Faça manutenções periódicas

As manutenções, muita das vezes, pode salvar as máquinas e equipamentos com defeitos, e ainda prevenir que acidentes aconteçam com os trabalhadores.

Existem variados tipos de manutenções, e cada uma delas servem para determinada situação. Veja abaixo quais são os tipos e para que cada uma delas servem:

  • Manutenção corretiva: Nessa situação, a máquina está com um defeito e precisa ser consertada por uma equipe qualificada;
  • Manutenção preventiva: Aqui, o intuito da manutenção é prevenir que futuros defeitos aconteçam, por essa razão, a máquina precisa necessariamente estar com problemas;
  • Manutenção preditiva: A manutenção tem por objetivo verificar formas de melhorar ainda mais os resultados da máquina ou equipamento.

É muito importante que o gestor faça manutenção periódicas. Se você atua com a fabricação de oxigênio medicinal, por exemplo, e uma máquina está danificada, ela pode gerar custos para a empresa, causar acidente entre os colaboradores e impedir que o produto final chegue no prazo de entrega e com a qualidade desejada.

Mais segurança com suas máquinas e equipamentos

As máquinas são um dos maiores patrimônios de uma indústria. É por meio dela que os processos produtivos da empresa são otimizados. E os membros da empresa então, são vital para o funcionamento de qualquer negócio!

Por isso, ter cuidados essenciais é indispensável. Sempre utilize todos os EPIs necessários para proteger a vida dos funcionários. Também crie estratégias de manuseio dos equipamentos para não permitir seu funcionamento inadequado.

Por último, sempre que possível realize manutenções periódicas. Os custos gastos com esse tipo de investimento gerará retorno em forma de produtividade, qualidade e segurança!

Por: Rafaela Ricardo

Voltar ao Topo