Offshore

Contrato Offshore do Brasil vai para Oceaneering

A Petrobras (NYSE: PBR) concedeu à Oceaneering International, Inc. (NYSE: OII) um contrato de serviços de tethering de preventor de explosão (BOP) offshore do Brasil, informou a Oceaneering na terça-feira.

O escopo do trabalho sob o contrato de um ano inclui aquisição de dados e análise de riser em tempo real para operações de plataforma de posicionamento dinâmico para até sete poços em profundidades de água variando de 492 a 2.297 pés (150 a 700 metros), a Oceaneering observou em um documento declaração enviada. A empresa acrescentou que o contrato inclui uma opção de extensão de um ano.

“Agradecemos a confiança da Petrobras em nossa capacidade de fornecer tecnologias e serviços confiáveis ​​e econômicos”, comentou Daniel Nogueira, gerente do Grupo de Projetos da Oceaneering.

A Oceaneering afirmou que fornecerá:

  • oito estacas de sucção que serão fabricadas localmente
  • 10 tensores de alívio de carga da cabeça de poço (WLR)
  • um sistema de monitoramento que será integrado ao BOP
  • uma bomba de pilha de sucção para instalar nas pilhas de sucção.

O destinatário do contrato apontou que um navio de abastecimento de rebocador de manuseio de âncora (AHTS) lançará e instalará as estacas de sucção e tensionadores. Ele acrescentou que a plataforma de perfuração será usada para conectar os tensores ao BOP.

“Este prêmio reforça nossa posição e histórico como prestadora de serviços de alta qualidade no Brasil”, continuou Nogueira. “Esta é uma oportunidade incrível para a Oceaneering expandir suas capacidades no Brasil com serviços de ancoragem BOP.”

Voltar ao Topo